Saúde Pública
publicado em 25/07/2012 às 11h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: IAS/Ryan Rayburn
Sessão da 19ª Conferência Internacional de Aids (Aids 2012), em Washingon, D.C onde a declaração foi feita pela secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton
  « Anterior
Próxima »  
Sessão da 19ª Conferência Internacional de Aids (Aids 2012), em Washingon, D.C onde a declaração foi feita pela secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, anunciou, nesta semana, mais US$ 40 milhões para apoiar os planos africanos realizar circuncisão masculina voluntária em mais de 500 mil jovens e adultos até 2013 (prática aceita por especialistas somente em países africanos cuja epidemia é generalizada). Ela também confirmou mais US$ 35 milhões voltados para populações específicas, além da expansão dos serviços e pesquisas para intervenções mais efetivas.

A declaração foi dada na 19ª Conferência Internacional de Aids (Aids 2012), em Washington (EUA). Apesar do panorama econômico global, os programas de Aids de todo o mundo não serão prejudicados. "Nós não vamos recuar. Iremos lutar por recursos para atingir este marco histórico", afirmou. O movimento social americano também poderá contar com o apoio de US$ 2 milhões para programas que combatam o HIV.

Os EUA também tem apoiado programas dedicados ao que ela chamou de geração livre a Aids. Isso implica em reduzir a zero o numero de crianças nascidas com o vírus, tratar os jovens já infectados diminuindo significantemente o risco de transmissão e ajudar todos os que têm o HIV a conhecer as formas de prevenção e evitar, assim, o risco de infecção. "O HIV estará no nosso futuro até, finalmente, alcançarmos a cura, a vacina. Mas a doença causada pelo HIV (a aids) não pode mais existir", afirmou.

O plano para combater o HIV nos EUA trabalha com a combinação de métodos preventivos como o uso do preservativo, além de pontos de referência específicos para mulheres grávidas interromperem a transmissão vertical (de mãe para filho), para circuncisão masculina voluntária, e para oferecer tratamento a todo soropositivo que queria se medicar (independente da indicação médica). Com esta última questão, o número de pacientes usando antirretrovirais passará de 4,5 milhões para 6 milhões até o fim de 2013.

Hillary também lembrou a necessidade de programas voltados para a prevenção entre grupos com alto risco de transmissão do HIV como as profissionais do sexo e usuários de drogas injetáveis - apesar de esses dois grupos terem sido impedidos de entrar nos EUA para participar do evento.

Fonte: MINISTÉRIO DA SAÚDE
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Aids 2012    circuncisão masculina voluntária    geração livre a AIDS    preservativo    mulheres grávidas   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.