Saúde Pública
publicado em 20/07/2012 às 12h18:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A OMS emitiu, nesta sexta-feira (20), a primeira orientação para países que estejam considerando disponibilizar anti-retrovirais (ARVs), para proteger as pessoas que não têm o vírus, mas que estão em risco elevado de infecção pelo HIV.

A orientação baseia-se em ensaios clínicos que indicam que uma dose diária de medicação anti-retroviral oral, conhecida como profilaxia pré-exposição (PrEP), tomada por pessoas HIV-negativas é segura e eficaz na prevenção do HIV. O estudo iPrEx mostra que o uso da PrEP pode reduzir infecção por HIV em cerca de 40% entre homens que fazem sexo com homens, chegando até a 73% para pessoas que tomam o medicamento regularmente. Segundo resultados apresentados pelo grupo internacional Partners PrEP Studya proteção chega a 75% entre casais sorodiscordantes (casais em que uma pessoa é HIV positivo) no Quênia e Uganda.

Os resultados destacados nas novas orientações da OMS evidenciam que os benefícios potenciais da PrEP são importantes, mas podem ser potencializados com o uso consistente de preservativos, bem com o teste de frequente de HIV, aconselhamento profissional e tratamento das infecções sexualmente transmissíveis.

O estudo também enfatiza a importância de tomar os medicamentos todos os dias. De acordo com as novas orientações, pessoas que integram grupos de alto risco para o HIV não serão capazes de incorporar o regime de tratamento necessário sem ajuda. Assim, o desafio seguinte, segundo a OMS, é determinar a melhor forma de distribuir os medicamentos para as pessoas que estejam determinadas a utilizá-los de forma correta, a fim de alcançar o máximo de ganhos para a saúde pública.

PrEP nos países

Para entender como a PrEP pode melhor contribuir em programas de prevenção do HIV, a OMS indica a introdução de pequenos projetos que funcionariam como um treinamento para os profissionais de saúde pública. Nesses projetos, homens não infectados ou transexuais que fazem sexo com homens que têm um alto risco de ser HIV positivo, receberiam os medicamentos, acompanhados pelas equipes de profissionais. O objetivo é identificar quais grupos irão beneficiar mais de PrEP, e determinar as melhores formas de fornecer os serviços a eles.

A OMS vai avaliar o resultado desses projetos, juntamente com as evidências da evolução científica. Os resultados ajudarão a determinar diretrizes sobre o uso de anti-retrovirais para a prevenção e tratamento da infecção do HIV, que devem ser divulgadas em meados de 2013.

A novas orientaçoes:

- Assegurar que as pessoas que procuram PrEP são realmente HIV-negativos, para evitar o desenvolvimento de resistência às drogas;

- Incentivar a continuidade do uso de preservativos em combinação com PrEP;

- Verificar se as pessoas que procuram PrEP não têm limitações clínicas para o uso de ARVs (problemas renais ou doença óssea, por exemplo);

- Monitoramento de eventos adversos;

- Apoiar aos pacientes que estejam usando os PrEP a aderir ao esquema terapêutico de tomar a medicação diariamente;

- Assegurar acesso fácil e ininterrupto à droga;

- Realizar testes regulares para infecção pelo HIV em pessoas que estão tomando PrEP, verificando se há qualquer sinal de resistência às drogas se a infecção for encontrada;

- Garantir o acesso contínuo aos serviços de prevenção do HIV para pacientes que pararem o tratamento com PrEP;

- Reunir informações sobre o custo-benefício da PrEP para apoiar os países a tomarem decisões sobre a melhor forma de alocar recursos limitados, especialmente nos países onde nem todos os pacientes têm acesso ao tratamento.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
uso preventivo de anti-retrovirais    antiretrovirais    prevenção da Aids    nova orientação para uso de medicamentos de prevenção à aids    orientaçoes da oms    medicamentos anti-HIV    anti-retrovirais    anti-retroviral    HIV    Aids   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.