Ciência e Tecnologia
publicado em 19/07/2012 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

Mulheres que usam maconha enfrentam risco dobrado de parto prematuro

 
tamanho da letra
A-
A+

Estudo internacional liderado por pesquisadores da Universidade de Adelaide, na Austrália, descobriu que mulheres que usam maconha podem enfrentar risco duas vezes maior de dar à luz prematuramente.

O parto prematuro - pelo menos três semanas antes da data prevista - pode resultar em sérios problemas de saúde e risco de vida para o bebê, além de risco aumentado de problemas de saúde mais tarde na vida, tais como doenças cardíacas e diabetes.

Pesquisa realizada com mais de 3 mil mulheres grávidas em Adelaide, na Austrália e Auckland, na Nova Zelândia, detalhou os fatores de risco mais comuns para o nascimento prematuro. A equipe de investigação, liderada pelo professor Gus Dekker então descobriu que o uso de maconha entre mulheres está entre os principais fatores de risco para parto prematuro espontâneo. Estes fatores incluem: histórico familiar de bebês abaixo do peso (aumenta o risco em mais de seis vezes), uso de maconha antes da gravidez (mais que duplica o risco), ter mãe com história de pré-eclâmpsia (mais que duplica o risco); ter histórico de hemorragias vaginais (mais que duplica o risco), ter mãe com diabetes tipo 1 ou 2 (mais que duplica o risco).

A equipe também descobriu que os maiores fatores de risco envolvidos na ruptura prematura das membranas que levam ao nascimento foram: hipertensão leve (aumenta o risco em quase dez vezes), histórico familiar de diabetes gestacional recorrente (aumenta em oito vezes o risco), receber tratamento hormonal de fertilidade (aumenta em quatro vezes o risco), ter índice de massa corporal (IMC) inferior a 20 (mais que duplica o risco)

"Uma melhor compreensão dos fatores de risco envolvidos no parto prematuro nos leva um passo à frente no sentido de desenvolver um teste - genético ou não -, que vai nos ajudar a prever com maior precisão o risco de nascimentos prematuros", conclui Dekker.

Estudo foi publicado on-line na revista PLoS ONE.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Maconha    Nascimento    Parto prematuro    Risco    Mulheres      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Mulheres que usam maconha enfrentam risco dobrado de parto prematuro
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Mulheres que usam maconha enfrentam risco dobrado de parto prematuro


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
maconha    nascimento    parto prematuro    risco    mulheres       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.