Ciência e Tecnologia
publicado em 18/07/2012 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

Veneno de aranha pode ser chave para tratamento contra distrofia muscular

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Rkeysone
Foto: University at Buffalo
Veneno da tarântula chilena rosa (foto) possui proteína que mantém os canais de íon fechados Frederick Sachs, Tom Suchyna e Philip Gottlieb (da esq. p/ dir.), envolvidos na pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Veneno da tarântula chilena rosa (foto) possui proteína que mantém os canais de íon fechados
Frederick Sachs, Tom Suchyna e Philip Gottlieb (da esq. p/ dir.), envolvidos na pesquisa

Rosie, uma tarântula chilena rosa, pode ser a chave para o tratamento da distrofia muscular. Estudo conduzido na Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, descobriu que uma substância química encontrada no veneno da aranha é capaz de enganar o corpo, fazendo o organismo entender que está sob ataque. Resultados apontam que o processo descrito tem potencial para auxiliar pacientes com a condição a vencerem a doença.

O professor de fisiologia e biofísica que lidera o projeto, Frederick Sachs, adquiriu a primeira aranha da espécie de Rosie há 20 anos. A tarântula era um mascote para a equipe de pesquisa, que investigava o efeito de venenos em importantes estruturas celulares chamadas canais iónicos mecano-sensíveis.

Estes canais, descobertos em 1983, são minúsculos túneis que ligam o interior de uma célula com o mundo exterior. Normalmente, os túneis estão fechados. Mas, quando uma célula é esticada ou retorcida, os túneis se abrem e deixam cálcio e outras substâncias entrarem nas células. Efeito semelhante ao que acontece na distrofia muscular.

ubcommunications

Devido a um gene defeituoso, pacientes com a condição não têm uma proteína de reforço que ajuda as células do músculo a manterem a forma. Isso faz com que as células se curvem e os canais de íons se abram. "O resultado final dessa reação em cadeia é que o corpo começa a digerir o músculo de dentro para fora", disse o professor Sachs.

O pesquisador então levantou a hipótese de que venenos, que são muito complexos em sua composição química, poderiam conter compostos moleculares capazes de obstruir os canais iônicos. Para testar esta teoria, Sachs contratou o PhDTom Suchyna, para analisar venenos de lacraias, escorpiões e aranhas.

"Não havia nenhuma droga para os canais iónicos mecano-sensíveis, então o que você faz é sair para procurar um", diz Sachs. O efeito mais promissor veio exatamente da espécie que o pesquisador havia adotado como animal de estimação. No veneno da tarântula chilena rosa, a equipe descobriu uma proteína que mantinha os canais de íon fechados.

ubcommunications

Os resultados da pesquisa chamaram a atenção do avô de um paciente com distrofia muscular, que ofereceu financiamento ao projeto. O corretor da bolsa de Williamsville Jeff Harvey (que encontrou o estudo através do Google) contou a equipe a história de seu neto JB e afirmou que estava procurando uma pesquisa sobre a doença para investir. Uma empresa então foi formada para dar continuidade ao projeto, a Tonus Therapeutics.

Atualmente, a terapia de proteína está sendo testada em camundongos com distrofia. Os experimentos iniciais descobriram que os animais ganharam força e não sofreram reações tóxicas durante o uso por mais de 40 dias.

A proteína utilizada nos estudos é sintetizada em laboratório e espelhada na proteína original da tarântula. Os pesquisadores observam que a terapia não é uma cura. Mas ressaltam que se funcionar em seres humanos pode estender a vida de crianças com distrofia muscular por décadas. A doença afeta apenas meninos. Aos 12 anos grande parte das vítimas da condição estão em cadeiras de rodas. Mais tarde, o coração e o diafragma se deterioram, o que dificulta a respiração. Poucos pacientes passam dos 30 anos.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Aranha    Veneno    Veneno de aranha    Tarantula    Terapia    Distrofia muscular      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Veneno de aranha pode ser chave para tratamento contra distrofia muscular
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Veneno de aranha pode ser chave para tratamento contra distrofia muscular


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Aranha    veneno    veneno de aranha    tarantula    terapia    distrofia muscular       
Comentários:
Comentar
milton pereira de oliveira
postado em:
06/03/2013 11:43:39
eu sou portador de distrofia muscular de cintura fiquei muito animado quando eu vi essa materia que deus abençoei que corra tudo certo
luis sergio arrieta
postado em:
22/02/2013 00:36:26
me gustaria saber a donde puedo acudir para recibir un tratamiento para la disstrofia muscular ya que yo soy mexicano pero, no se adonde acudir agradeceria mucho me enviaran la inforacion a donde debo de acudir gracias.
Vanessa Aparecida de Carvalho
postado em:
21/10/2010 13:12:22
Tenho um filho de 7 anos q tem DMD e cada vez que vejo uma noticia como esta eu choro e peço a Deus q permita ser achada a cura ou pelomenos um tratamento mais eficáz p/ esta doença.Parabéns a esse avô se eu tivesse dinheiro também apoiaria pesquisa p/ esta doença.Acho que devia ser mais divulgada estas pesquisas e devia ser mais falado sobre estas doenças de distrofia pois muitas pessoas nem sabem do que se trata.Meu filho ainda anda e confesso q não estou preparada p/ vê lo perdendo os movimentos,não estou preparada p/ perde lo.Eu sei q quem comanda a vida é Deus más a dor de imaginar perder meu filho é enorme e vê lo sofrer é morrer cada dia um pouco.Espero q aconteça um milagre e q Deus permita q apareça a cura p/ meu filho e filho de tantas outras mães q sofrem como eu.E espero q quem tiver condiçõsq sigam o exemplo deste avõ.
Fernando Veras
postado em:
21/10/2010 13:12:22
Tenho 56 anos e sou portador de distrofia muscular tipo cinturas há décadas. entretanto, só vim usar cadeira de rodas há poucos meses e ainda me levanto e ando um pouco com um andador. O artigo é muito bom. Gostaria de saber se serviria pra qualquer tipo de distrofia. Daria esperança a milhares de pessoas nas minhas condições. Agradeço.
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.