Geral
publicado em 17/07/2012 às 13h54:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Venilton Kuchler/SESA
Foto: Venilton Kuchler/SESA
Reunião para a divulgação dos dados, pela Secretaria da Saúde, mostrou que 760 casos foram confirmados e 23 mortes foram causadas pela doença desde o início do ano Número de casos da gripe A (H1N1) no Paraná aumentou 29% na última semana, com o registro de 172 novos casos
  « Anterior
Próxima »  
Reunião para a divulgação dos dados, pela Secretaria da Saúde, mostrou que 760 casos foram confirmados e 23 mortes foram causadas pela doença desde o início do ano
Número de casos da gripe A (H1N1) no Paraná aumentou 29% na última semana, com o registro de 172 novos casos

O número de casos da gripe A (H1N1) no Paraná aumentou 29%, na última semana, com o registro de 172 novos casos. Informe divulgado, nesta segunda-feira (16), pela Secretaria da Saúde mostra que agora são 760 casos confirmados e 23 mortes causadas pela doença desde o início do ano. De acordo com a secretaria, apesar do aumento no número de casos a situação epidemiológica atual não se compara à de 2009. Há maior vigilância e um protocolo de tratamento antiviral para todos os casos de suspeitos de síndrome gripal.

A maior concentração de casos (306) está na faixa etária de 20 a 49 anos. Das 23 mortes, 20 foram de pacientes que tinham doenças crônicas, como tuberculose, asma grave, paralisia cerebral, obesidade, entre outros. Os outros três pacientes morreram porque adiaram a procura por assistência.

De acordo com o infectologista Moacir Pires Ramos, que integra a Comissão Estadual de Infectologia, a experiência de 2009 garante o controle da situação este ano. " Aprendemos muito com a pandemia vivenciada naquele ano. Hoje sabemos que a gripe e as síndromes respiratórias, de um modo geral, matam" , disse Ramos. " Além da vacina para os grupos prioritários, temos o tratamento (antiviral oseltamivir) à disposição para qualquer paciente que tenha síndrome gripal."

No sábado (14) o Paraná recebeu mais 200 mil doses de vacina contra a gripe. A estratégia de vacinação adotada pela Secretaria da Saúde é imunizar os grupos de crianças entre dois e três anos que frequentam instituições públicas, adultos e crianças especiais, cuidadores de creches públicas e de idosos em asilos e doentes crônicos, conforme a disponibilidade de doses nos municípios. Neste ano o Paraná já recebeu cerca de 2,2 milhões de doses da vacina para a imunização dos grupos prioritários.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Gripe A    H1N1    Influenza    Doenças crônicas    Situação epidemiológica    Paraná   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Gripe A    H1N1    influenza    doenças crônicas    situação epidemiológica    Paraná   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.