Geral
publicado em 13/07/2012 às 21h28:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Alessandra Serrão/Ag. Pará
Foto: Alessandra Serrão/Ag. Pará
Foto: Alessandra Serrão/Ag. Pará
Unidade Neonatal de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, em Belém, não receberá novos pacientes até o próximo domingo (22) Andréa Beltrão, chefe da comissão de Infecção do Hospital de Clínicas Fachada do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna
  « Anterior
Próxima »  
Unidade Neonatal de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, em Belém, não receberá novos pacientes até o próximo domingo (22)
Andréa Beltrão, chefe da comissão de Infecção do Hospital de Clínicas
Fachada do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna

A Unidade Neonatal de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, em Belém (PA), não receberá novos pacientes até o próximo domingo (22). Durante os 10 dias, o Hospital de Clínicas encaminhará as mães cuja gravidez seja considerada de risco para outras maternidades. A medida de precaução está sendo tomada em virtude do quadro de varicela (catapora) apresentado por uma das crianças internadas na unidade na última segunda-feira (9).

Após o diagnóstico, o recém-nascido foi medicado e colocado em isolamento respiratório para evitar o contágio das demais crianças, que também foram submetidas à imunização preventiva.

Na manhã desta sexta-feira (13), a diretora presidente do hospital, Ana Lydia Cabeça, verificou, junto com a equipe médica que acompanha o caso, o quadro de saúde dos bebês internados na UTI Neonatal. Segundo ela, todos estão bem e não apresentam sintomas da catapora. " Todas as medidas de segurança para evitar qualquer contaminação foram tomadas, desde o tratamento do bebê que apresentou o quadro da doença até a imunização das demais crianças. Como estamos com todos os 10 leitos ocupados, não temos como abrir novos. Mesmo que as crianças internadas estejam em condição de alta hospitalar, elas terão de permanecer aqui por um período de 10 dias, a partir da entrada. Os demais setores do hospital não sofrem nenhuma interferência" , explicou Ana Lydia.

Prestes a completar um mês de vida, a criança diagnosticada com varicela deu entrada no Hospital de Clínicas no último dia 5, encaminhada pelo Hospital Santo Antônio Maria Zaccarias, do município de Bragança, nordeste paraense, com um quadro de cardiopatia congênita. Depois de quatro dias de internação a varicela foi diagnosticada pela equipe médica do hospital. " O quadro só se configurou no quinto dia de internação, ou seja, ainda no período de incubação da doença" , informa Ana Lydia Cabeça.

A mãe do bebê infectado com a varicela, Carla Camargo, assegura que a criança foi contaminada ainda em Bragança, mas pelo fato da doença ainda estar no período de encubação ela não observou nenhum sintoma na filha. " Eu soube de um bebê com catapora que tinha recebido alta no hospital de Bragança um pouco antes da minha filha ser internada. Como ela não apresentou nenhum sintoma, eu não sabia que estava com a doença até ser diagnosticada aqui no Hospital de Clínicas" , conta Carla, que assim como a filha e os outros pacientes da UTI Neonatal, também recebeu a vacina contra a doença.

Precauções

De acordo com a chefe da comissão de Infecção do Hospital de Clínicas, Andréa Beltrão, a equipe está tomando todas as precauções necessárias para a recuperação da criança. " Ela está fazendo uso de um antiviral que evita o aparecimento de novas lesões e não traz nenhuma complicação à cardiopatia" , afirma a médica. A criança está sendo monitorada permanentemente e terá a complexidade cardíaca avaliada para que se verifique a possibilidade de uma cirurgia.

" Já avisamos a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e o Departamento de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) para que esses casos sejam encaminhados para outras unidades. No entanto, as mães que chegarem aqui em trabalho de parto normal serão atendidas pela equipe obstétrica do hospital. Para isso, contamos com a compreensão do público, em especial das futuras mães, e estamos avisando formalmente às demais maternidades sobre o procedimento que estamos adotando" , ressalta a diretora do Hospital de Clínicas, Ana Lydia Cabeça.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Catapora    Varicela    UTI Neonatal    Neonatologia    Hospital de Clínicas Gaspar Vianna    Pará    Belém   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Catapora    varicela    UTI Neonatal    neonatologia    Hospital de Clínicas Gaspar Vianna    Pará    Belém   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.