Ciência e Tecnologia
publicado em 13/07/2012 às 02h53:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Ingestão de café durante a gravidez não aumenta risco de crianças desenvolverem hiperatividade. " Se seus filhos são hiperativos não coloque a culpa no café que ingeriu durante a gestação" , diz a autora do estudo Eva Loomans, da Tilburg University, na Holanda.

Estudo com mais de 3.400 crianças - com idades entre cinco e seis anos - não encontrou nenhuma evidência de que os problemas comportamentais das crianças estejam relacionados à ingestão de cafeína por suas mães durante a gravidez.

Os jovens cujas mães beberam cerca de três xícaras de café por dia durante a gestação não corriam risco maior de sofrer de falta de atenção, em relação a filhos de mulheres que não bebem café. O que, segundo o estudo, não significa que a cafeína não possa ser prejudicial, pois a pesquisa não olhou para outras questões de desenvolvimento, além de problemas de comportamento.

Por enquanto, a orientação dos pesquisadores é de que as mulheres continuem seguindo os conselhos de seus médicos

O NHS diz que as mulheres grávidas não devem ingerir mais de 200mg de cafeína por dia - ou uma xícara de café de aproximadamente 340 ml. Altos níveis de cafeína podem causar baixo peso do bebê ao nascer, e doses excessivas também podem causar aborto espontâneo.

No entanto, no presente estudo, os pesquisadores encontraram evidências de que a ingestão pré-natal de cafeína não está relacionada com "problemas de comportamento."

O estudo envolveu 3.439 crianças de Amsterdã cujas mães tinham completado questionários detalhados sobre estilo de vida e outros fatores durante a gravidez. Quando as crianças estavam entre as idades de cinco e seis anos, suas mães e professores foram questionados sobre problemas de comportamento.

Globalmente, cerca de cinco por cento das crianças apresentam algum tipo de problema comportamental, como hiperatividade ou desatenção. Mas o risco não foi maior para aqueles cujas mães beberam grandes doses diárias de cafeína.

Loomans adverte que mais pesquisas são necessárias e que ainda há muito a aprender sobre a cafeína e o desenvolvimento das crianças a longo prazo.

Acesse aqui o Abstract do estudo.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Café    Cafeína    Consumo de cafeína    Gravidez    Criança    Hiperativo   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
café    cafeína    consumo de cafeína    gravidez    criança    hiperativo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.