Ciência e Tecnologia
publicado em 12/07/2012 às 10h15:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Jan Corash/ONU Photo
Foto: Paulo Filgueiras/UN Photo
Passeata apoiada pela ONU reúne alunos da Escola Kome, em Tóquio, para o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência Etienne Krug, diretor do Departamento de Prevenção de Violências e Lesões da ONU
  « Anterior
Próxima »  
Passeata apoiada pela ONU reúne alunos da Escola Kome, em Tóquio, para o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência
Etienne Krug, diretor do Departamento de Prevenção de Violências e Lesões da ONU

Crianças com deficiência são quase quatro vezes mais propensas a sofrerem violência. É o que aponta análise encomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), publicada nesta quinta-feira (12) na revista médica The Lancet.

Resultados da revisão indicam que as crianças com deficiência são:

3,7 vezes mais propensas do que crianças não-deficientes a serem vítimas de qualquer tipo de violência;

3,6 vezes mais propensas a serem vítimas de violência física e

2,9 vezes mais propensas a serem vítimas de violência sexual.

Crianças portadoras de deficiências associadas com a doença mental ou deficiência intelectual parecem estar entre as mais vulneráveis, com 4,6 vezes maior risco de violência sexual em comparação com crianças não deficientes.

Crianças portadoras de deficiências associadas com doença mental ou deficiência intelectual estão entre as mais vulneráveis, com 4,6 vezes maior risco de violência sexual.

A revisão oferece a mais forte evidência disponível sobre a violência contra crianças com deficiência. Os 17 estudos incluídos refletem dados de 18.374 crianças com deficiência de países de alta renda - Finlândia, França, Israel, Espanha, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos - destacando a necessidade urgente de pesquisa de alta qualidade em países de baixa e média renda.

Fatores de risco

Fatores que colocam as crianças com deficiência em maior risco de violência incluem o estigma, a discriminação e a ignorância sobre a deficiência, bem como a falta de apoio social para aqueles que cuidam dos jovens.

Colocação de crianças com deficiência em instituições também aumenta vulnerabilidade das mesmas à violência. Nessas configurações e em outros lugares, as crianças com distúrbios da comunicação são prejudicados na sua capacidade de divulgar experiências abusivas.

"Os resultados desta análise, provam que as crianças com deficiência são desproporcionalmente vulneráveis à violência e suas necessidades têm sido negligenciadas por muito tempo", observa Etienne Krug, diretor do Departamento de Prevenção de Violências e Lesões da ONU. "Sabemos que existem estratégias específicas para prevenir a violência e atenuar as suas consequências. Precisamos agora determinar se elas funcionam para as crianças com deficiência. Uma agenda para a ação precisa ser definida", conclui.

Acesse aqui o Sumário do estudo.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Deficiência    Crianças    Violência    OMS    Etienne Krug      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
deficiência    crianças    violência    OMS    Etienne Krug       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.