Geral
publicado em 11/07/2012 às 21h39:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

O Conselho Nacional de Saúde (CNS) discutiu a implementação de um plano de carreira para servidores do Sistema Único de Saúde (SUS) durante reunião ordinária hoje. Conselheiros do órgão fizeram sugestões e debateram com representantes do governo as deficiências do sistema e a dificuldade de encontrar profissionais para a rede pública e estimular a sua permanência. O encontro foi coordenado pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, presidente do CNS.

Representante do Ministério da Saúde, o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mozart Júlio Tabosa Sales, apresentou um balanço das ações mais recentes do governo e disse que um dos principais problema do SUS é o de preencher as vagas para médicos, especialmente em cidades pequenas e localidades remotas. De acordo com Sales, uma saída para a questão seria ampliar a oferta de residência médica na rede pública de saúde, usando postos e hospitais como campo de prática. " Já existem alguns programas nesse sentido, e vamos debater com a Comissão Nacional de Residência para apresentar a possibilidade de ampliação" , declarou.

O conselheiro Arilson da Silva Carvalho, representante do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems-RS) destacou que a dificuldade na contratação de médicos se deve, principalmente, à competição desigual por parte do setor privado de saúde. " Precisamos ter em vista como convencer os profissionais a fazer parte da carreira do SUS" , disse.

Segundo Eliana Pontes de Mendonça, secretária executiva da Mesa de Negociação Permanente do SUS e também representante do ministério, as diretrizes adotadas no país para a carreira no Sistema Único serão as que constam na Portaria n° 1.318, de 2007. O texto visa a uniformizar remunerações e condições de trabalho nas carreiras para diferentes localidades e níveis de governo (federal, estadual e municipal). Segundo Eliana, 56 mesas de negociação estaduais e municipais discutem, atualmente, a implantação da portaria.

O Conselho Nacional de Saúde faz reuniões ordinárias mensais. Em geral, os encontros duram dois dias. Amanhã (12), o órgão se reúne mais uma vez para falar sobre temas como o Sistema de Acompanhamento dos Conselhos de Saúde (Siacs), que é um instrumento de prestação de contas dos conselhos municipais e estaduais; a carência de medicamentos oncológicos; e a Lei de Acesso à Informação, entre outros assuntos.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL
   Palavras-chave:   Conselho Nacional de Saúde    CNS    Alexandre Padilha    SUS    Sistema Único de Saúde   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Conselho Nacional de Saúde    CNS    Alexandre Padilha    SUS    Sistema Único de Saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.