Geral
publicado em 10/07/2012 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Oleg Kozlov/Istcokphoto
Poucos meses de amamentação podem reduzir o risco de obesidade na vida adulta, revela pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Poucos meses de amamentação podem reduzir o risco de obesidade na vida adulta, revela pesquisa

Mulheres que amamentam seus filhos têm um menor índice de massa corporal (IMC), mesmo décadas após o parto, de acordo com pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A pesquisa, publicada no International Journal of Obesity, revela que quanto mais filhos uma mulher tem, maior sua chance de engordar. No entanto, o excesso de peso foi menor em mulheres que haviam amamentado, independentemente de quantas vezes elas tinham engravidado.

O estudo mostrou que para cada seis meses de amamentação, houve uma redução de 1% no IMC, mesmo depois de considerarem outros fatores conhecidos por afetar a obesidade como falta de exercício e fumo.

"Nossa pesquisa sugere que apenas poucos meses de amamentação pode reduzir o risco de obesidade na vida adulta. A redução no IMC pode parecer pequena, mas se espalhada por toda a população do Reino Unido pode significar menos cerca de 10 mil mortes prematuras por década por condições relacionada à obesidade, tais como diabetes, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer", observa a pesquisadora Dame Valerie Beral.

Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que a amamentação pode ajudar as mulheres a perder peso acumulado durante a gravidez nos meses imediatamente após o nascimento, mas poucos estudos têm abordado a relação a longo prazo.

Para o trabalho, os pesquisadores avaliaram 740 mil mulheres com idade média de 57,5 anos e IMC médio de 26,2 kg/m2.

A maioria das mulheres teve pelo menos um filho e destes 70% haviam amamentado, em média, durante 7,7 meses.

Apesar dos resultados positivos, a equipe afirma que mais pesquisas são necessárias para descobrir se esse efeito é observado em outras populações, particularmente nos países em desenvolvimento.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Amamentação    aleitamento    excesso de peso    gordura corporal    Universidade de Oxford    Dame Valerie Beral   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.