Ciência e Tecnologia
publicado em 02/07/2012 às 09h20:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Kalman Zabarsky/Boston University
Professor James Collins, envolvido na pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Professor James Collins, envolvido na pesquisa

Cientistas do Imperial College London, no Reino Unido, criaram um a técnica que utiliza o scanner de tomografia computadorizada para visualizar a progressão de uma infecção em 3D e em tempo real no organismo.

A abordagem pioneira vai ajudar os médicos a saber quando determinada infecção se espalhou e quando o sistema imune é ativado para eliminar as bactérias.

Para o trabalho, a equipe utilizou modelos de camundongos infectados com a bactéria Citrobacter rodentium.

Por meio da ferramenta médica, eles conseguiram visualizar as bactérias infectando o intestino delgado, recuando para uma pequena bolsa no trato digestivo e crescendo em números conforme se espalhavam para o reto e, em seguida, todo o intestino grosso.

Luz bacteriana

A técnica funciona através da medição das quantidades minúsculas de luz produzidas pelas bactérias, que se proliferam dentro do rato.

Os pesquisadores usaram uma versão geneticamente modificada da bactéria Citrobacter rodentium, que produz luz.

Em seguida, eles colocaram os camundongos infectados dentro do scanner. "É uma caixa escura que mantém os animais quentes e bloqueia qualquer outra luz além da que vem de dentro. Ele tem uma câmera no alto para que possamos medir qualquer luz que é emitida através do rato pelas bactérias", explica o pesquisador James Collins.

Os pesquisadores então utilizaram as medições para construir um mapa da localização exata das bactérias em diferentes partes do corpo. A quantidade de luz que escapa mostra quantas bactérias existem. Mais luz significa mais bactérias e se a luz começa a sumir, então isso significa que as bactérias estão sendo eliminadas.

Repetindo estas pesquisas, com o mesmo rato, dia após dia, a equipe construiu um quadro completo da infecção.

O equipamento também pode ser configurado para analisar profundamente o sistema imunitário. "Nós podemos visualizar onde as bactérias estão e que tipos de células do sistema imunológico têm sido recrutados para essa área", observa Collins.

Segundo o líder da pesquisa Gadi Frankel, a abordagem é algo que vai revolucionar a maneira como estudamos a infecção bacteriana no futuro. "Isso nos dará ferramentas extremamente importantes para desenvolver melhores vacinas e antibióticos, que nos permitam enfrentar infecções no futuro", afirma Frankel.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Escâner de tomografia computadorizada    infecção    Citrobacter rodentium    Imperial College London    Gadi Frankel   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.