Geral
publicado em 27/06/2012 às 10h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Stock Xchng
De acordo com o estudo, ver imagens de alimentos altamente calóricos resulta em desejo crescente por alimentos
  « Anterior
Próxima »  
De acordo com o estudo, ver imagens de alimentos altamente calóricos resulta em desejo crescente por alimentos

Olhar para imagens de alimentos altamente calóricos estimula a região do cérebro responsável por controlar o apetite e resulta em um desejo crescente por alimentos. É o que aponta estudo apresentado no 94ª edição do Endocrine Society Annual Meeting, nos Estados Unidos.

"Esta estimulação de áreas de recompensa do cérebro podem contribuir para a superalimentação e obesidade", diz a autora sênior do estudo Kathleen Page, da University of Southern California, Los Angeles.

Os pesquisadores utilizaram um equipamento de ressonância magnética funcional (fMRI) para estudar a resposta cerebral de 13 jovens obesas de origem latino-americana - grupo em alto risco para ganho de peso contínuo e obesidade. Cada voluntária foi submetida a dois exames de ressonância magnética enquanto viam blocos de imagens de alimentos altamente calóricos, como sorvetes e biscoitos, bem como alimentos de baixa caloria, como frutas e legumes, e produtos não alimentares. Após cada bloco de imagens semelhantes, os participantes classificaram, numa escala de 1 a 10, a sua fome e sua vontade de ingerir alimentos doces ou salgados. No meio dos exames, os participantes bebiam 50 gramas de glicose - quantidade de açúcar em uma lata de refrigerante - em uma ocasião e uma quantidade equivalente de frutose em outra ocasião.

Com o fMRI, os pesquisadores identificaram quais regiões do cérebro das participantes do estudo foram ativados em resposta à visualização das imagens e como o consumo do açúcar influenciou a ativação da fome e do apetite.

Estudo sugere ainda que uso de adoçantes pode ser um dos principais contribuintes para a epidemia de obesidade

Resultados reúnem evidências de que simplesmente ver imagens de alimentos de alto teor calórico ativa regiões do cérebro responsáveis pelo controle do apetite e do sistema de recompensa, ao contrário de imagens de produtos não alimentares. "Visualizar fotos de alimentos altamente calóricos também aumentou significativamente classificações de fome e desejo por alimentos doces e salgados", completa Page.

"Fome e desejo por alimentos salgados também foram maiores após a ingestão de qualquer bebida doce. Em comparação com a ingestão de glicose, a frutose tende a produzir maior ativação das regiões do cérebro envolvidas na recompensa e motivação para o alimento. "Essas descobertas sugerem que os adoçantes podem ser um dos principais contribuintes para a epidemia de obesidade", diz Page.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Apetite    Engorda-alimentares    Alimentos altamente calóricos    Engorda-food imagens    A fome    Apetite      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Apetite    engorda-alimentares    alimentos altamente calóricos    engorda-food imagens    a fome    apetite       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.