Profissão Saúde
publicado em 21/06/2012 às 13h25:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Para auxiliar no combate à crescente epidemia de obesidade uma entidade norte-americana sem fins lucrativos sugere melhorias na formação de profissionais de saúde nas áreas de Nutrição e Educação Física. Segundo a Bipartisan Policy Center, baseada em Washington, a expansão do conhecimento médico nestas áreas não só tem potencial para auxiliar pacientes na manutenção de um peso saudável e na diminuição do risco de doenças crônicas, como também pode conduzir a uma redução nos custos dos cuidados de saúde.

Relatório da entidade aponta a obesidade como "o problema de saúde pública mais urgente na América" atualmente. O documento caracteriza a epidemia não apenas como uma crise de saúde, mas como uma das principais causas da crise fiscal dos Estados Unidos.

O país gasta cerca de US$ 2,6 trilhões por ano com cuidados de saúde. De acordo com o estudo, em 2020, este valor pode chegar a US$ 4,6 trilhões, cerca de 20% do produto interno bruto dos EUA. Aumento que, em parte, será ocasionado por custos médicos associados à obesidade e doenças crônicas relacionadas à obesidade, como o diabetes. O custo anual estimado de doenças relacionadas à obesidade é US$ 190,2 bilhões, aponta o Institute of Medicine.

Dados do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) mostram que um em cada três adultos residentes nos Estados Unidos é obeso, assim como 17% das crianças e adolescentes. A prevalência de obesidade nessa faixa etária jovem quase triplicou desde 1980, quando cerca de 6% dos jovens eram obesos.

"Médicos, enfermeiros e demais profissionais de saúde estão excepcionalmente bem posicionadas para informar e motivar os americanos sobre a importância da boa nutrição e da prática de atividades físicas", diz Donna E. Shalala, presidente da Universidade de Miami e ex-secretária do Departamento de Saúde e Serviços Humanos. "Recomendamos que todas as formas de educação médica incorporem como parte do currículo treinamentos sobre nutrição e atividades físicas", conclui a pesquisadora que ajudou a escrever o relatório.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Educação    Alunos    Estudantes de medicina    Nutrição    Atividade física    Obesidade   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
educação    alunos    estudantes de medicina    nutrição    atividade física    obesidade   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.