Ciência e Tecnologia
publicado em 20/06/2012 às 17h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Lucile Packard Childrens Hospital
John Morton (ao centro), líder da pesquisa, durante procedimento cirúrgico no Lucile Packard Childrens Hospital
  « Anterior
Próxima »  
John Morton (ao centro), líder da pesquisa, durante procedimento cirúrgico no Lucile Packard Childrens Hospital

Colesterol, triglicérides e níveis de proteína c-reativa estão entre os 11 fatores de risco para ataque cardíaco que permanecem reduzidos até sete anos após realização de cirurgia de bypass gástrico. É o que aponta estudo apresentado em reunião da American Society for Metabolic e Bariatric Surgery (ASMBS).

"Os pacientes tiveram risco de ataque cardíaco significantemente reduzido no primeiro ano após a cirurgia e os benefícios foram mantidos a longo prazo", diz o principal autor do estudo, John Morton, da Universidade de Stanford (EUA). Os pesquisadores também observaram reduções significativas na pressão arterial e em marcadores do diabetes, como: insulina em jejum e hemoglobina A1c.

A equipe de Morton avaliou e acompanhou por três anos 182 pacientes submetidos à cirurgia de bypass gástrico. Os pacientes tinham em média 44 anos e índice de massa corporal (IMC) médio de 47- que indica obesidade mórbida. O projeto foi realizado entre 2003 e 2011.

Os investigadores analisaram as mudanças em 11 fatores de risco conhecidos por aumentar probabilidade futura de ataques cardíacos ou de doenças da artéria coronária. Estes fatores incluíam: síndrome metabólica, níveis de lipídios e colesterol, níveis de homocisteína (aminoácido), escore de risco para Framingham e níveis de proteína c-reativa - considerado um dos indicadores mais importantes de doença cardíaca futura.

Nos sete anos de acompanhamento, os pacientes mantiveram perda de cerca de 56% do excesso de peso após a cirurgia, passando de aproximadamente de 130 kg para cerca de 90 kg. Antes do procedimento, quase um quarto dos pacientes estavam fazendo uso de estatinas e medicação para redução do colesterol. Após a cirurgia, o uso destes medicamentos foi interrompido.

Os pacientes verificaram 40% de aumento em lipoproteínas de alta densidade (o bom colesterol bom), queda de 66% nos níveis de insulina em jejum e quedas acentuadas em triglicérides, que foram reduzidas em 55%. Proteína c-reativa de alta sensibilidade registrou queda de 80% (10,9-2,6 mg / dL). O escore de risco para Framingham - ferramenta que prediz risco futuro de eventos cardíacos - também diminuiu em cerca de 40%.

"Uma redução de 80% no nível de proteína c-reativa é uma queda surpreendente", diz Morton. "Isto é significativamente melhor do que a melhor terapia médica tem demonstrado para controlar a natureza inflamatória da obesidade, que pode ser revertida com a cirurgia para perda de peso."

De acordo com o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) e com a American Heart Association, níveis de proteína c-reativa maior do que três indicam risco aumentado de doenças cardiovasculares, incluindo ataques cardíacos e derrames. A doença cardíaca é a principal causa de morte nos Estados Unidos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
fatores de risco    risco cardíaco    ataque cardíaco    cirurgia    cirurgia bypass gástrico    cirurgia de bypass gástrico       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.