Geral
publicado em 20/06/2012 às 15h27:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Núbia Costa/Funed
Treinamento da Fundação Ezequiel Dias (Funed) para aplicação do teste rápido de diagnóstico de HIV e sífilis em gestantes
  « Anterior
Próxima »  
Treinamento da Fundação Ezequiel Dias (Funed) para aplicação do teste rápido de diagnóstico de HIV e sífilis em gestantes

Aumentou 112% o número de maternidades de Minas Gerais cadastradas e capacitadas no Projeto Nascer, do Ministério da Saúde, que tem como objetivo evitar a transmissão da Aids e da sífilis da mãe para o filho durante a gestação. No primeiro ano, em 2007, 89 maternidades participavam do projeto, agora em 2012 são 189 unidades.

Para o cadastro das maternidades do SUS, primeiramente foram priorizados hospitais que realizavam 500 partos por ano. Além das 189 maternidades, 51 Centros de Testagem e Aconselhamento e nove centros de saúde de Belo Horizonte foram capacitados a realizar os testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites Virais B e C.

Desenvolvido em 2002 pelo Ministério da Saúde, o projeto é articulado em conjunto com as Secretarias de Saúde dos Estados, Distrito Federal, Municípios e maternidades integrantes do SUS.

Segundo a referência técnica em DST/Aids da Secretaria Estadual de Saúde, Mayra Sucupira Oliveira, as maternidades integrantes do SUS, que estão cadastradas no projeto, realizam testes rápidos para detecção da infecção pelo HIV, exame para sífilis (microhemaglutinação), adotam medidas de profilaxia da transmissão vertical do HIV em gestantes com diagnóstico positivo e administram o inibidor de lactação quando indicado. " O teste para o HIV é realizado naquelas parturientes que, não tendo feito esse exame durante o pré-natal, autorizem sua realização após indicado pela equipe de saúde, sendo que o aconselhamento pré e pós teste é realizado por profissionais da área de saúde que receberam uma capacitação específica para essa atividade" , explicou.

A transmissão vertical do HIV é aquela passada de mãe para filho durante a gestação ou parto. Pesquisas demonstram que grande parte dos casos da Aids em menores de 13 anos tem como fonte de infecção a transmissão vertical, sendo ela responsável por 25,5% dos casos na ausência de profilaxia. " Adotando medidas adicionais às já desenvolvidas para a qualificação da assistência à gestante no pré-natal e puerpério podemos reduzir a probabilidade da transmissão vertical por HIV e sífilis na maioria das mulheres" , declarou Mayra.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Teste rápido    Aids    HIV    Sífilis    Maternidade    Minas Gerais    Gestação    Gravidez    Neonatologia   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
teste rápido    Aids    HIV    sífilis    maternidade    Minas Gerais    gestação    gravidez    neonatologia   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.