Geral
publicado em 19/06/2012 às 12h33:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: HDbud
Imagem mostra planta da maconha (Cannabis Sativa). Segundo pesquisa, não existe evidências em relação ao aumento do uso de maconha devido a sua legalização para fins medicinais
  « Anterior
Próxima »  
Imagem mostra planta da maconha (Cannabis Sativa). Segundo pesquisa, não existe evidências em relação ao aumento do uso de maconha devido a sua legalização para fins medicinais

Estudo realizado por pesquisadores norte-americanos revela que não há evidências entre a legalização da maconha para fins medicinais e o aumento do vício entre alunos do ensino médio no país.

O trabalho, publicado pelo Institute for the Study of Labor (IZA), sugere que, apesar do uso de maconha ter crescido desde 2005, isso não têm relação com a aplicação da droga para fins medicinais.

"Há indícios de que a maconha medicinal está sendo usada por adolescentes, mas não há evidência estatística de que a legalização aumenta a probabilidade de uso", afirma Daniel I. Rees, professor de economia da Universidade de Colorado.

Os economistas das universidades do Colorado, Oregon e Montana revisaram dados de estudantes que participaram da Pesquisa de Comportamento de Risco Juvenil, que integrou informações de 13 estados no período em que cada um legalizou a maconha para uso terapêutico.

Eles examinaram a relação entre a legalização da maconha medicinal e o consumo da droga entre 1993 e 2009.

O trabalho mostrou que a liberação da maconha para uso medicinal nos 13 estados avaliados não teve ligação com o aumento no uso de drogas entre os estudantes do ensino médio.

"Este resultado é importante, dado que o governo federal recentemente intensificou os seus esforços para fechar locais onde existe maconha medicinal. Na verdade, muitas vezes os dados mostraram uma relação negativa entre a legalização e o uso da droga", observa Benjamin Hansen, da Universidade de Oregon.

Autoridades federais, que incluem o diretor do escritório da Política Nacional para o Controle de Drogas, argumentam que a legalização da maconha medicinal tem contribuído para o recente aumento no consumo de droga entre os adolescentes nos Estados Unidos e têm como alvo farmácias que operam dentro de 1 mil metros de escolas e parques.

Segundo o relatório de 2011 do "Monitoramento dos resultados nacionais sobre o uso de drogas em adolescentes", elaborado todos os anos pela Universidade de Michigan, o uso da maconha por alunos de 10 e 12 anos aumentou nos últimos três anos, com cerca de um em 15 estudantes fazendo uso diário ou quase diário da droga.

O relatório, citado no estudo dos economistas, entrevistou 46.700 estudantes em 400 escolas do ensino médio.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Maconha    Marijuana    Uso medicinal    Legalização    Universidade de Colorado    Daniel I. Rees   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Maconha    marijuana    uso medicinal    legalização    Universidade de Colorado    Daniel I. Rees   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.