Geral
publicado em 18/06/2012 às 17h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Arquivo pessoal
O deputado Glyn Davies, membro do parlamento de Montgomeryshire
  « Anterior
Próxima »  
O deputado Glyn Davies, membro do parlamento de Montgomeryshire

" Chocante a decisão do juiz galês querer alimentar uma mulher contra sua vontade. Ela deveria ter a permissão de morrer com dignidade. Decisão vergonhosa." Esta é a opinião do membro do parlamento de Montgomeryshire, no Reino Unido, Glyn Davie, sobre decisão judicial que obriga que uma anoréxica britânica seja alimentada. As críticas foram postadas no Twitter e no blog do parlamentar.

O caso aconteceu na última semana quando o juiz Peter Jackson do Tribunal de Proteção de Londres - criado em 2007 e que tem atribuição de tomar decisões em nome de pessoas consideradas incapazes - deliberou que uma anoréxica deverá ser alimentada, " nem que seja com recurso da força" .

Segundo informações da BBC, a britânica E. (o nome não foi revelado), de 32 anos, se recusa a comer alimentos sólidos e ingere apenas água há mais de um ano. A ex-estudante de medicina que vive no País de Gales está em situação de " magreza extrema" - com Índice de Massa Corporal avaliado em 11,3 - e corre risco de morte. E. sofre de transtornos alimentares desde os 11 anos e ainda possui problemas com alcoolismo.

O juiz Peter Jackson, que tomou a decisão histórica, argumenta que "apesar de a jovem não entender neste momento que a sua vida é preciosa, pode ser que o entenda no futuro" . O magistrado destacou o fato de a decisão ter sido difícil por ter que pesar o valor da vida humana com o valor da liberdade individual.
O caso de E. foi levado a tribunal no mês passado pelas autoridades do município em que ela reside, por entenderem que a sua vida estava em perigo.
A família de E. também se mostrou contrária à decisão de Jackson. O juiz se diz " impressionado" com o fato de as pessoas que melhor conhecem a jovem não estarem a favor do tratamento. " Acham que já sofreu bastante e que os seus desejos deveriam ser respeitados" , lamenta o magistrado

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Anorexia    Decisão polêmica    Decisão judicial    Peter Jackson    Glyn Davie   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
anorexia    decisão polêmica    decisão judicial    Peter Jackson    Glyn Davie   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.