Geral
publicado em 18/06/2012 às 14h45:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Venilton Kuchler/AEN
Próteses mamárias da marca francesa Poly Implant Prothese (PIP)
  « Anterior
Próxima »  
Próteses mamárias da marca francesa Poly Implant Prothese (PIP)

Representantes do Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido divulgaram um relatório que afirma que os implantes da empresa francesa Poly Implant Prothese (PIP) não ameaçam a saúde das mulheres que colocaram silicone nos seios.

Os dados revelam que o silicone usado nos implantes mamários não é tóxico e não aumenta o risco de câncer.

A investigação foi exigida pelo governo britânico, no ano passado, quando surgiram suspeitas de que silicone industrial teria sido usado nos implantes, que poderiam se romper e vazar, tornando-se uma ameaça perigosa à saúde das mulheres. Na época, os implantes da PIP foram retirados do mercado.

O grupo de pesquisa, liderado por Bruce Keogh, diretor médico do NHS, avaliou dados disponíveis de cerca de 47 mil mulheres que fizeram implantes com a PIP na Grã-Bretanha.

Eles observaram as taxas estimadas de ruptura, os resultados clínicos quando os implantes foram removidos, além de uma análise mais aprofundada da composição química por gel do silicone PiP.

Os testes realizados com o material da empresa PIP não revelaram nada que poderia causar uma ameaça em longo prazo para a saúde humana. Segundo os pesquisadores, o silicone não é tóxico nem cancerígeno.

Os implantes PIP, no entanto, têm uma maior taxa de ruptura, cerca de duas vezes maior. Eles têm uma maior concentração de certos compostos chamados siloxanos, quimicamente semelhantes ao silicone, mas de menor peso molecular e encontrado em muitos produtos de consumo, incluindo produtos de cabelo e cuidados da pele, mas isso não representa um risco para a saúde.

Quando os implantes sofreram ruptura, os pesquisadores notaram o aparecimento de reações locais em torno da área do implante em algumas mulheres, o que pode resultar em sintomas tais como sensibilidade ou inchaço dos gânglios linfáticos.

"Esta tem sido uma época muito preocupante para as mulheres. Olhamos cuidadosamente para todas as provas disponíveis e agora somos capazes de fornecer um melhor aconselhamento clínico. Testes repetidos em diferentes lotes de implantes PIP foram efetuados no Reino Unido, França e Austrália de acordo com as normas internacionais. Esses testes mostraram que os implantes não são tóxicos e, portanto, não acreditamos que eles são uma ameaça para a saúde em longo prazo", afirma Keogh.

Segundo os pesquisadores, devido ao fato de os implantes PIP terem sido considerados de qualidade inferior e mais propensos à ruptura, eles aconselham que mulheres que tenham sintomas como dor, sensibilidade, a procurarem um médico.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Silicone    Implante mamário    PIP    Serviço Nacional de Saúde    NHS    Bruce Keogh   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Silicone    implante mamário    PIP    Serviço Nacional de Saúde    NHS    Bruce Keogh   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.