Geral
publicado em 12/06/2012 às 14h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Uma equipe de pesquisadores da University of North Carolina, nos Estados Unidos, descobriu que células imunes no intestino podem controlar a evolução do vírus HIV no organismo.

O estudo pode ajudar a esclarecer porque algumas pessoas infectadas com HIV são mais capazes de controlar o vírus e pode identificar um novo alvo para o tratamento precoce da infecção.

Para o trabalho, os pesquisadores utilizaram um modelo de HIV em um macaco rhesus, que estavam infectados com o vírus da imunodeficiência símia, SIV. O curso da infecção SIV nestes macacos é bastante semelhante ao do HIV em seres humanos.

Tanto as infecções por HIV e SIV causam grave perda de células T CD4 no intestino durante a fase precoce. Como resultado, a barreira da mucosa intestinal, que é como segunda pele do corpo ou a linha de defesa contra agentes patogénicos fica comprometida.

O "intestino permeável" faz com que bactérias que normalmente estão localizados no intestino (flora normal) migrem para fora e ativem o sistema imunológico por todo o corpo, com consequências desastrosas à saúde.

"A ativação imunitária contribui para uma maior replicação do vírus. E assim a questão é saber por que alguns pacientes evoluem para AIDS mais rápido do que os outros", observa a líder da pesquisa Kristina Abel.

Este novo estudo olhou para o equilíbrio entre certas populações de células imunes que podem influenciar a evolução da doença. O estudo mostra que a presença de um subtipo de células CD4-positivas do sistema imunológico chamadas células Th17 (T helper 17) no intestino poderia influenciar a evolução da doença.

Células Th17 são comumente encontradas na superfície das mucosas e ativam as células epiteliais, impedindo assim as bactérias causadoras de entrar. Abel aponta que elas também estimulam a produção de proteínas de junção que mantêm todas as células que compõem a barreira intestinal em estreito contato, para que bactérias da flora normal ou de seus produtos não vazem para fora.

Os pesquisadores se perguntaram se com a presença de mais células Th17 no intestino, a infecção pelo vírus da Aids ainda teria esse efeito maciço no início sobre a permeabilidade do intestino.

Eles também teorizaram se a manutenção dessa barreira intestinal intacta durante a fase inicial da infecção com HIV teria um impacto sobre a gravidade da progressão da doença.

Os resultados do estudo sugerem que as respostas podem ser 'sim'. Macacos rhesus com maior número de células Th17 no tecido arterial e intestinal antes de serem infectados com SIV, subsequentemente, tiveram menor carga viral. "Parece que eles são mais capazes de controlar a infecção", observa Abel.

O estudo também descobriu que entre os animais que receberam uma droga que aumenta as células T reguladoras e, assim, suprime o desenvolvimento de células Th17, a progressão da doença ocorreu mais rapidamente, e eles tinham níveis mais elevados de vírus SIV seis meses após a infecção.

"A principal mensagem do estudo é que as frequências de certas populações de células imunes no indivíduo normal, ainda não infectado, são importantes na progressão da doença e no resultado futuro. O documento também sugere que o tratamento destinado a aumentar células Th17 pode melhorar o controle do crescimento do HIV através da promoção de um ambiente no qual as células T têm maior capacidade antiviral", conclui a pesquisadora.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   HIV    Aids    Células imunes    Células Th17    University of North Carolina    Kristina Abel   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
HIV    Aids    células imunes    células Th17    University of North Carolina    Kristina Abel   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.