Saúde Pública
publicado em 08/06/2012 às 13h50:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Roraima fechou o primeiro quadrimestre de 2012 com 1.385 casos registrados de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). As mulheres representam mais de 94% das notificações, 1.307. Os homens, com 78 casos, representam pouco mais de 5% das confirmações. Os dados são do Sistema de Informações de Agravos de Notificações (Sinan).

Síndrome do corrimento cervical e candidíase são os agravos de maior prevalência, sendo notificados 579 e 293 casos, respectivamente. De acordo com a gerente do Núcleo de Controle das DST/HIV/AIDS, Laura Ferreira, diferente dos homens, as mulheres procuram com mais frequência o serviço de saúde. Por isso, elas são responsáveis pelo maior número de notificações.

Segundo a gerente, o baixo índice de casos de DSTs em homens pode evidenciar deficiência na notificação. Para os números chegarem próximo ao real, é importante que os homens deem mais atenção à própria saúde. Em Roraima, o homem chega ao serviço de saúde precisando de um atendimento de média complexidade, ou seja, ele só procura o serviço quando já possui um problema de saúde mais avançado, o que acaba gerando sofrimento para a família e ao paciente.

Laura ressalta que os números de atendimentos ambulatoriais nos serviços de média e alta complexidade nas unidades hospitalares poderiam ser reduzidos. Para isso, os homens deveriam, como a maioria das mulheres, procurar atendimento preventivo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

De acordo com ela, há casos de pacientes serem tratados por tabela. Isso ocorre quando o homem é tratado por intermédio da mulher, ou seja, ela procura o serviço de saúde e ela passa a medicação para o companheiro. "Isso é um erro, pois eles têm de procurar os serviços de saúde. Assim, os homens recebem o tratamento adequado e evitam as subnotificações".

Ainda de acordo com os dados do Sinan, a população jovem está mais vulnerável às DSTs. Os jovens com vida sexual ativa possuem parceiros casuais e precisam ser orientados sobre os perigos da contaminação. Os números revelam o risco a que eles se expõem. Quase 50% dos casos foram registrados em pessoas com idades entre 15 e 29 anos, isto é, 666 notificações.

O secretário estadual da Saúde, Leocádio Vasconcelos, destaca que, apesar das ações de prevenção no estado, as pessoas precisam entender que o importante é se prevenir. " Investimos e estimulamos a prevenção com a disseminação de informações e distribuição de preservativos. Aos pacientes, oferecemos todo o tratamento" , afirma.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Saúde da mulher    Doenças Sexualmente Transmissíveis    DSTs    Roraima    Sistema de Informações de Agravos de Notificações    Sinan   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.