Ciência e Tecnologia
publicado em 25/05/2012 às 14h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Estima-se que a osteoporose, doença que enfraquece os ossos e os torna mais suscetíveis a fraturas, atinge cerca de um terço das mulheres na pós-menopausa no Brasil. Traumas causados pela osteoporose afetam principalmente idosos, com fraturas na coluna vertebral e no quadril, que causam sofrimento, deficiência e maiores despesas de saúde.

Atualmente, cerca de 20% da população brasileira possui 50 anos ou mais e 4,3% está com 70 ou mais.

Com a expectativa de vida média aumentando para 80 anos em 2050, estima-se que a população total aumentará para 260 milhões. Cerca de 37% terá, então, mais de 50 anos de idade, e 14% (cerca de 36 milhões de pessoas) 70 anos ou mais.

Essas projeções servem como um alerta para as autoridades de saúde, bem como a instituições sociais que cuidam de idosos. De acordo com informações publicadas pelo site Medical Xpress, no Brasil, de 153 a 343 fraturas de quadril ocorrem entre cada 100 mil habitantes com 50 anos ou mais. Enquanto hoje existem cerca de 121.700 fraturas de quadril por ano, a expectativa é que este número cresça 16% em 2020, e 32% em 2050.

As fraturas de quadril são a maior causa de sofrimento, incapacidade e morte prematura, em idosos. Vários estudos internacionais mostram que cerca de 20% dos portadores de fraturas de quadril morrerão um ano após a fratura. Um estudo realizado em vários hospitais do Rio de Janeiro mostrou que cerca de 35% dos idosos com fratura no quadril morreram no hospital o logo após a alta. Sobreviventes desses tipo de fratura frequentemente permanecem deficientes e se tornam dependentes de cuidados intensivos, pela família ou institucionais.

"Dadas as projeções futuras, osteoporose e fraturas por fragilidade se tornaram um problema de saúde de preocupação imediata. Temos de implementar ações a nível nacional para prevenção precoce, assegurando que as pessoas em situação de risco e, especialmente, pessoas que já sofreram uma fratura sejam devidamente diagnosticadas e tratadas para prevenir fraturas futuras", alerta o Associação Brasileira da Avaliação da Saúde Óssea e Osteometabolismo (ABrASSO), Bruno Muzzi Camargos.

A 'Latin America Audit: Epidemiology, Costs, and Burden of Osteoporosis 2012' foi desenvolvida pela International Osteoporosis Foundation (IOF) em cooperação com sociedades membros da IOF.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Osteoporose    fraturas de quadril    IOF    International Osteoporosis Foundation    Associação Brasileira da Avaliação da Saúde Óssea e Osteometabolismo    ABrASSO    Bruno Muzzi Camargos   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.