Geral
publicado em 25/05/2012 às 11h49:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Christine Jegan/UCSF
Allan Basbaum (ao centro), autor sênior do estudo, durante aula na Universidade da Califórnia
  « Anterior
Próxima »  
Allan Basbaum (ao centro), autor sênior do estudo, durante aula na Universidade da Califórnia

Cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, descobriram que um transplante de células é capaz de aliviar a dor crônica.

A descoberta mostra que a terapia com células poderia um dia ser usada não apenas para acabar com alguns tipos comuns persistentes de dor, mas também para curar condições que dão origem a elas.

Os pesquisadores, trabalhando com camundongos e focaram o estudo no tratamento da dor crônica que surge de lesão do nervo, chamada dor neuropática.

Para a pesquisa, publicada na revista Neuron, os cientistas transplantaram células nervosas embrionárias imaturas que surgem no cérebro durante o desenvolvimento e as usaram para compensar a perda de função de neurônios específicos na medula espinhal que normalmente amortece os sinais de dor.

Uma pequena fração das células transplantadas sobreviveu e amadureceu em neurônios funcionais. As células se integraram no circuito nervoso da medula espinal, formando sinapses e vias de sinalização com os neurônios vizinhos.

Como resultado, a dor associada com a lesão do nervo foi quase totalmente eliminada, sem evidência de distúrbios de movimento que são efeitos colaterais comuns do tratamento farmacológico atualmente fornecido.

"Agora estamos trabalhando com a possibilidade de potenciais tratamentos que podem eliminar a fonte da dor neuropática, e que pode ser muito mais eficaz do que drogas que visam apenas ao tratamento sintomático que resulta das condições dolorosas", afirma o autor sênior do estudo, Allan Basbaum.

Os pesquisadores descobriram que a explicação para a dor neuropática é que os neurônios após a lesão podem ser perdidos ou ficar desajustados, comprometendo os sinais que normalmente ajudam a atenuar a dor. Estas alterações contribuem para um estado de hiper-excitabilidade, aumentando a transmissão de mensagens de dor para o cérebro.

Os neurônios inibitórios que estão danificados na medula espinhal e causam a hipersensibilidade à dor liberam uma molécula que normalmente transmite sinais inibidores, o neurotransmissor GABA.

A perda de inibição GABA também está implicada na epilepsia e pode desempenhar um papel na doença de Parkinson. A Gabapentina não imita GABA, mas ajuda a compensar a perda de inibição que o GABA normalmente proporcionaria.

Basbaum e seus colegas transplantaram neurônios imaturos em células na medula espinhal como um potencial tratamento para a dor neuropática ativada pela perda de inibição de GABA.

Os resultados mostraram que as células transplantadas amadureceram e interagiram com o ambiente dos neurônios vizinhos.

De acordo com os pesquisadores, o trabalho está em um estágio muito precoce, e eles ainda estão muito longe de pensar nessa aplicação em humanos.

Veja mais detalhes sobre esta pesquisa (em inglês).

UCSFPublicAffairs
Transplante de células embrionárias é capaz de aliviar a dor crônica.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Células embrionárias    dor crônica    dor neuropática    Universidade da Califórnia    Allan Basbaum   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.