Geral
publicado em 23/05/2012 às 13h25:00
   Dê o seu voto:

Equipe transforma células da pele em tecido coronariano saudável

Pesquisa pioneira representa avanço no tratamento da insuficiência cardíaca utilizando células dos próprios pacientes

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Technion Spokesman
Lior Gepstein, líder da estudo e pesquisador do Sohnis Research Laboratory
  « Anterior
Próxima »  
Lior Gepstein, líder da estudo e pesquisador do Sohnis Research Laboratory

Cientistas israelenses conseguiram transformar pela primeira vez células da pele de pessoas com doenças do coração em células saudáveis do músculo cardíaco.

A pesquisa, publicada pela revista European Heart Journal, representa um avanço na busca por tratamentos para pacientes com insuficiência cardíaca utilizando suas próprias células a fim de evitar o risco de rejeição.

Os resultados mostram que os primeiros testes em animais se mostraram promissor, mas o tratamento experimental ainda precisa passar por muitos ensaios clínicos antes de ser aplicado em humanos.

"Demonstramos que é possível extrair células da pele de um idoso com um problema cardíaco avançado e transformá-las em células saudáveis e jovens, equivalente ao que eram quando o paciente nasceu", afirma o líder da pesquisa Lior Gepstein, do Sohnis Research Laboratory, em Israel.

Para o trabalho, os pesquisadores obtiveram células cutâneas de dois homens de 51 e 61 anos com problemas cardíacos, as reprogramaram como células cardíacas e conseguiram juntá-las a uma amostra de tecido cardíaco danificado em um prazo de 48 horas.

Em seguida, a equipe implantou com sucesso este tecido no coração de vários ratos saudáveis.

As células criadas em laboratório eram idênticas às células musculares saudáveis do coração. Quando estas células foram transplantadas nos ratos, elas começaram a se ligarem ao tecido cardíaco circundante.

Gepstein considera que sua técnica poderá superar dois dos principais obstáculos deste tipo de pesquisas, o risco de que células implantadas se transformem em tumores e a rejeição por parte do sistema imune do paciente.

O fato das células reprogramadas procederem do próprio paciente evitaria que o sistema imune as considere "estranhas", no entanto, isso ainda não foi testado em seres humanos.

Os cientistas advertem que ainda é necessário superar vários obstáculos para que estes tratamentos tenham êxito em humanos.

"Antes de serem aplicados em humanos, os tratamentos deverão passar por pelo menos entre cinco e dez anos de testes clínicos", conclui Gepstein.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Equipe transforma células da pele em tecido coronariano saudável
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Equipe transforma células da pele em tecido coronariano saudável


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Células da pele    células cardíacas    Lior Gepstein    Sohnis Research Laboratory    European Heart Journal   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.