Ciência e Tecnologia
publicado em 11/05/2012 às 12h10:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas do Reino Unido identificaram uma proteína que regula a ativação da gordura marrom nos tecidos do corpo e do cérebro. A pesquisa foi realizada em camundongos e os resultados foram publicados nesta sexta-feira (11), na revista Cell.

Ao contrário de gordura branca, que tem como função primária armazenar gordura, a gordura marrom - também conhecida como tecido adiposo marrom - queima gorduras para gerar calor em um processo conhecido como termogénese.

A pesquisa, liderada por cientistas da Universidade de Cambridge, descobriu que a ação da proteína BMP8B sobre um sistema metabólico específico - que atua no cérebro e nos tecidos - para regular a gordura marrom, a torna um alvo terapêutico potencial. Os cientistas defendem a hipótese que a ativação da gordura marrom pode auxiliar programas atuais de perda de peso.

"Outras proteínas produzidas pelo organismo são capazes de aumentar a produção de calor na gordura marrom, como o hormônio da tireóide, mas muitas vezes estas proteínas têm efeitos importantes em outros órgãos também . Portanto, elas não são bons alvos para o desenvolvimento de novos tratamentos para a perda de peso. Por outro lado, a BMP8B parece ser muito específica para regular o calor produzindo atividade da gordura marrom, tornando-se um mecanismo mais apropriado para novas terapias", diz um dos autores do estudo Andrew Whittle.

Os experimentos mostraram que quando os ratos não tinham a proteína BMP8B se tornava mais difícil para as cobaias manterem a temperatura normal do corpo. Os animais também se tornaram muito mais obesos do que os ratos normais, especialmente quando alimentados com uma dieta rica em gordura. Além disso, quando os pesquisadores trataram células de gordura marrom com BMP8B eles reagiram mais fortemente a ativação pelo sistema nervoso. Além disso, quando BMP8B foi administrada a partes específicas do cérebro isso aumentou a quantidade de nervos ativados do tecido adiposo marrom.

O resultado foi que as células de gordura tratadas com BMP8B queimaram mais gordura e ratos que receberam BMP8B no cérebro perderam peso.

"Uma das principais características das atuais estratégias de perda de peso é que as pessoas perdem muito peso no início, mas depois chega a um platô apesar de continuar a seguir o regime mesma dieta. Isso ocorre porque o corpo humano é incrivelmente bom no sentindo uma redução no consumo de alimentos e diminui a taxa metabólica para compensar. Uma estratégia para aumentar a atividade da gordura marrom poderia potencialmente ser usado em conjunto com as estratégias atuais de perda peso para ajudar a evitar a diminuição da taxa metabólica típico de uma pessoa", diz o principal autor do estudo Toni Vidal-Puig.

Acesse aqui mais informações sobre o estudo.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
proteínas    calorias    gordura marrom    proteína que estimula a gordura marrom    queima calorias    proteína que estimula a gordura marrom a queimar calorias       
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.