Saúde Pública
publicado em 26/04/2012 às 14h05:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UNC Health Care System
Charles van der Horst (com bebê no colo), autor sênior da pesquisa, na clínica Kawale, Malawi
  « Anterior
Próxima »  
Charles van der Horst (com bebê no colo), autor sênior da pesquisa, na clínica Kawale, Malawi

Pesquisadores dos Estados Unidos descobriram que a amamentação prolongada em conjunto com a terapia antirretroviral reduz a transmissão do vírus HIV das mães para os bebês.

A pesquisa mostra que o desmame precoce, antes dos seis meses, oferece pouco ou nenhum valor protetor contra a transmissão do vírus da AIDS e também não é seguro para a sobrevivência infantil.

Para o trabalho, os pesquisadores avaliaram mais de 2.300 mães infectadas pelo HIV que amamentavam e seus bebês recém-nascidos entre abril de 2004 e janeiro de 2010.

Resultados iniciais mostraram uma redução na transmissão do HIV para os bebês que estavam se amamentando e recebendo uma dose única diária da medicação antirretroviral nevirapina durante 28 semanas. Baseada nesses dados, a Organização Mundial de Saúde recomendou em 2010 que as drogas antirretrovirais fossem dadas tanto a mães infectadas pelo HIV quanto os bebês durante a amamentação.

Agora, Denise J. Jamieson e seus colegas da University of North Carolina compararam os resultados da amamentação em longo prazo por 48 semanas com os efeitos do desmame e do fim do tratamento antirretroviral da mãe ou do bebê 28 semanas após o nascimento.

Jamieson e seus colegas descobriram que o risco geral de transmissão do HIV foi significativamente maior na 48ª semana (7%) no grupo controle de crianças que estavam apenas recebendo aleitamento em comparação com o grupo materno que recebeu tratamento antirretroviral (4%) e os bebês também tratados com o medicamento (4%).

Segundo o pesquisador Charles van der Horst, cerca de um terço dos recém-nascidos são infectados pelo HIV após a maioria das mães relatarem o desmame 28 semanas após o parto.

"Nosso acompanhamento de 48 semanas das mulheres no estudo mostrou que tanto o tratamento materno quanto o infantil com o medicamento antirretroviral reduz eficazmente a transmissão de HIV pós-natal e que esse efeito protetor persiste até após a interrupção do aleitamento materno prolongado", afirma Jamieson.

O relatório também apontou que doenças infantis como diarreia, malária e tuberculose, problemas de crescimento e mortes aumentaram significativamente após o desmame precoce.

"O aleitamento materno é essencial para os bebês. Não deve haver o desmame precoce e medicamentos anti-HIV dados à mãe ou ao bebê devem ser mantidos durante todo o período de amamentação", concluem os pesquisadores.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   HIV    AIDS    Amamentação    Desmame    Terapia antirretroviral    University of North Carolina    Denise J. Jamieson   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
HIV    AIDS    amamentação    desmame    terapia antirretroviral    University of North Carolina    Denise J. Jamieson   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.