Geral
publicado em 12/04/2012 às 13h33:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Na última terça-feira (10) os membros da Comissão Nacional de Saúde Suplementar (COMSU), composta por representantes da FENAM, CFM e AMB, se reuniram com diretores da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para propor novas diretrizes de contratualização entre médicos e operadoras de planos de saúde. Para solidificar o início da negociação, um documento intitulado "Consolidado de Propostas para Contratualização" foi sintetizado por todas entidades médicas do país e entregue para análise da ANS.

A iniciativa foi proposta no primeiro encontro da COMSU, este ano em São Paulo, na busca de solucionar os problemas atuais enfrentados pela categoria médica na área suplementar. Foi estabelecido um prazo para que fossem encaminhadas contribuições da classe de médicos brasileiros para a elaboração do conteúdo.

"Depois de uma consulta feita com as entidades médicas do Brasil inteiro, o resultado foi sistematizado e discutido nesta primeira reunião com a ANS. Pretendemos que esse processo continue e encontramos por parte da Agência, a abertura necessária para isso", explicou 2º vice-presidente do CFM, Aloísio Tibiriçá Miranda.

Tibiriçá salientou que o avanço na conversas com ANS já era para existir há muito tempo, já que as relações médico-operadora hoje não estão bem estabelecidas, o que propicia conflitos que prejudicam o trabalho da categoria.

O secretário de saúde suplementar da FENAM, Márcio Costa Bichara, complementou que a reunião foi vantajosa. "Foi bastante proveitoso. O que queremos é consolidar o que já temos e o que chegou de sugestão da categoria. Entregamos as primeiras propostas que foram bem recebidas pela ANS e estaremos na expectativa da próxima rodada de negociação", destacou.

Critérios de reajuste e periodicidade, definição de glosas e data base nacional são alguns dos temas que compõem o documento. Os itens serão anunciados na íntegra no Dia da Mobilização na Busca da Valorização Médica na Saúde Suplementar, marcada para o dia 25 de abril.

Bichara ainda completou que apesar de serem temas já contemplados pela RDC nº 41, talvez essas questões sejam tratadas como uma nova resolução. "Tem que se fazer cumprir esses pontos, a Agência vai avaliar e nos dar uma posição. E assim chegaremos a um consenso."

O gerente geral de integração setorial na ANS, Antonio Carlos Endrigo, diz que a Agência pretende dar apoio às entidades.

"São 20 itens que a primeira vista são solicitações legítimas. 95% das resoluções que a ANS tem são aderentes às solicitações. Entretanto, alguns pontos devem ser negociados, mas são pontos que podemos incluir no normativo da Agência", afirmou. Um novo encontro entre as partes foi agendado para o dia 25 de abril na sede da ANS.

Fonte: FENAM
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Saúde suplementar    Comissão Nacional de Saúde Suplementar    COMSU    Agência Nacional de Saúde Suplementar    ANS    plano de saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.