Ciência e Tecnologia
publicado em 11/04/2012 às 11h25:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/HomeDaNoiva
Além do casamento, estudo espanhol aponta que outros fatores como ter ensino superior, emprego, e desfrutar de bem estar na região de moradia auxiliam na proteção contra doenças crônicas
  « Anterior
Próxima »  
Além do casamento, estudo espanhol aponta que outros fatores como ter ensino superior, emprego, e desfrutar de bem estar na região de moradia auxiliam na proteção contra doenças crônicas

Pessoas com alto nível socioeconômico e/ou casadas apresentam melhor saúde. É o que aponta estudo conduzido por pesquisadores da Espanha que ainda encontrou evidências que outros fatores como ter ensino superior, emprego e desfrutar de bem estar na região de moradia auxiliam na proteção contra doenças crônicas.

O estudo conduzido na Universidade de Granada foi liderado por Kristina Karlsdotter com supervisão dos professores José Jesús Martín Martín e María del Puerto López González del Amo. O trabalho também revela os potenciais efeitos em longo prazo que as desigualdades sócio-econômicas têm sobre a saúde da população em nível regional, além da relevância da família quando se trata de avaliar como as desigualdades sociais afetam a saúde da população.

O estudo é baseado em dois estudos realizados na Espanha: um realizado em 2007 sobre as Condições de Vida, conduzido pelo Instituto Nacional de Estatística espanhol; o outro é o Banco de Dados Longitudinal da População Andaluz de 2001, conduzido pelo Instituto de Estatística e Cartografia do Andaluzia e pelo Conselho Nacional de Pesquisa da Espanha.

Pesquisadores da Universidade de Granada descobriram que a renda individual de uma pessoa "está positivamente associada com um bom estado de saúde". Além disso, o nível de educação é estatisticamente associado com o estado de saúde: quanto maior o nível de educação, melhor saúde do indivíduo de acordo com variáveis de saúde: status de saúde percebida - percepção que o indivíduo tem sobre sua própria saúde -, presença de doenças crônicas, e o risco de ser beneficiado por uma pensão temporária ou permanente por invalidez.

O estudo ainda revela a influência do ambiente familiar sobre o estado de saúde de um indivíduo. Resultados apontam que mais de 30% das variações no estado de saúde de um indivíduo são causadas por seu ambiente familiar. As relações sociais se configuram como outro fator que oferece proteção contra doenças, mas, de acordo com o estudo, oferece proteção apenas para as mulheres.

Os autores do trabalho afirmam que os resultados obtidos "são relevantes para a formulação de políticas destinadas a reduzir as desigualdades na saúde".

Acesse aqui o estudo na íntegra.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Casamento    Alto nível socioeconômico    saúde    melhorar a saúde    fatores de proteção    doenças crônicas    contra doenças crônicas   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.