Geral
publicado em 09/04/2012 às 15h15:00
   Dê o seu voto:

Excesso de peso na gravidez, associado ao diabetes, ainda duplica risco de outros transtornos de desenvolvimento

 
tamanho da letra
A-
A+

Crianças que nascem de mães obesas estão em maior risco de desenvolver autismo ou outros atrasos de desenvolvimento do que filhos de mulheres mais magras. É o que sugere um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.

Os resultados mostram que mulheres com excesso de peso na gravidez são 67% mais propensas a terem filhos com autismo e têm duas vezes mais risco de um filho com outro transtorno de desenvolvimento.

De acordo com os pesquisadores, o estudo, que estava à procura de efeitos sobre o desenvolvimento cognitivo das crianças derivados de uma variedade de "condições metabólicas" das mães, incluindo pressão arterial alta ou diabetes, encontrou a ligação mais forte entre obesidade materna e transtornos relacionados ao autismo nos filhos até os dias de hoje.

A líder da pesquisa, Paula Krakowiak e seus colegas analisaram mais de mil crianças que tinham entre dois e cinco anos de idade, nascidas na Califórnia. Dessas crianças, 517 tinham transtorno do espectro do autismo e 172 tiveram atrasos de desenvolvimento.

Entre as crianças do estudo com um transtorno do espectro do autismo, 48 nasceram de mães com diabetes tipo 2 ou diabetes gestacional, 111 de mães obesas e 148 de mães com algum tipo de condição metabólica, como pressão arterial elevada.

Para as crianças com atraso no desenvolvimento, 20 nasceram de mães com diabetes tipo 2 ou diabetes gestacional, 41 de mães obesas e 60 de mães com qualquer tipo de condição metabólica.

O estudo também descobriu que as crianças autistas nascidas de mães diabéticas eram mais deficientes, ou seja, tiveram maiores déficits na compreensão da linguagem e produção e comunicação de adaptação do que crianças com autismo nascidas de mães saudáveis.

"Mais de um terço das mulheres americanas em idade fértil são obesas, e cerca de um décimo tem diabetes gestacional ou diabetes tipo 2 durante a gravidez. Nossa descoberta de que essas condições maternas podem estar ligadas a problemas de desenvolvimento cerebral em crianças levanta preocupações e, portanto, pode ter implicações sérias para a saúde pública", afirma Krakowiak.

De acordo com os pesquisadores, embora o estudo não possa provar que uma condição leva a outra, ele sugere que até mesmo a possibilidade é preocupante, tendo em conta as taxas de obesidade em ascensão nos EUA.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Autismo    Obesidade    Diabetes    Diabetes gestacional    Universidade da Califórnia    Paula Krakowiak   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Autismo    obesidade    diabetes    diabetes gestacional    Universidade da Califórnia    Paula Krakowiak   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.