Profissão Saúde
publicado em 02/04/2012 às 19h18:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Médicos saudáveis oferecem conselhos melhores e mais adequados sobre o estilo de vida aos pacientes. É o que sugere um estudo divulgado pela American Medical Association.

Os resultados mostram que profissionais de saúde que se exercitaram pelo menos uma vez por semana e não fumavam foram cerca de duas vezes mais propensos a recomendar cinco mudanças de hábitos para pacientes com hipertensão.

"Praticar o que pregamos é importante. Os médicos são mais conscientes e capazes de aconselhar os pacientes se eles cuidam bem de si mesmos", afirma a pesquisadora Jo Marie Reilly, da University of Southern California, nos Estados Unidos.

O estudo, apresentado na reunião anual da American Heart Association, constatou que 4% dos médicos fumavam pelo menos uma vez por semana, 27% se exercitaram pelo menos cinco dias por semana e 39% se alimentavam adequadamente.

"Os médicos que são mais saudáveis são mais aptos a aconselhar os pacientes sobre estilo de vida saudável e dieta. Eles são mais educados, investem mais na saúde pessoal e, portanto, defendem melhor um estilo de vida mais saudável para seus pacientes", afirma o pesquisador Ralph Sacco da University of Miami Miller School of Medicine.

A pesquisa segue um estudo publicado na revista Obesity que avaliou como o índice de massa corporal dos médicos influencia o jeito que eles falam com os pacientes obesos sobre a perda de peso.

No levantamento de 498 médicos, os pesquisadores descobriram que 30% dos médicos com um IMC saudável conversavam com os pacientes sobre a perda de peso, em comparação com 18% dos médicos com sobrepeso ou obesos.

De acordo com a secretária do Departamento de Saúde dos EUA, Kathleen Sebelius, os médicos desempenham um papel cada vez mais importante na luta contra doenças crônicas conforme os cuidados de saúde se centram mais na prevenção.

Mais de um terço dos adultos norte-americanos e cerca de 17% das crianças e adolescentes são obesos.

"Mesmo se os médicos não estão fisicamente ativos, eles podem ajudar os pacientes, falando sobre suas lutas pessoais com o peso ou outros problemas de saúde. No entanto, se eles adotam um estilo de vida saudável, eles têm mais certeza sobre como aconselhar melhor os pacientes", afirma Sebelius.

"É muito importante que tenhamos esse tempo para aconselhar os pacientes sobre como seus hábitos de saúde influenciam as suas vidas em cada consulta de forma tão importante quanto qualquer medicação", diz Reilly.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Estilo de vida    médicos saudáveis    exercício    tabagismo    American Medical Association    Kathleen Sebelius   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.