Ciência e Tecnologia
publicado em 20/03/2012 às 13h41:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A dificuldade da população em escolher a opção mais adequada para tratamento da saúde inspirou a criação do Projeto (Im)paciente, de autoria do médico-residente Ricardo Heber, da área de Medicina Preventiva e Social do Instituto de Saúde da Comunidade do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap) da UFF. Trata-se de um site com o cadastro de todos os estabelecimentos de saúde do Brasil, reunidos num site, que qualquer pessoa pode acessar e comentar sobre qualquer hospital, laboratório ou clínica do país.

Segundo Heber, o Brasil é carente de informações na área de saúde, e a ferramenta pode fornecer suporte valioso para que os pacientes façam uma boa escolha, baseada nos comentários e opiniões de outras pessoas na mesma situação. Os critérios de avaliação, que estão em constante desenvolvimento para aprimoramento do sistema, foram estabelecidos pelo professor-orientador Aluísio Gomes da Silva Júnior e pelos especialistas em avaliação do Departamento de Planejamento em Saúde

No (Im)paciente, a preocupação é com a opinião do usuário dos serviços, diferentemente do Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (Idsus), recentemente divulgado, cuja avaliação baseia-se em indicadores puramente estatísticos, como o número de consultas, tempo de espera e outras informações estruturais.

Os comentários colhidos no site permitem avaliação dos procedimentos em ambulatórios (consultas, exames), nas internações e nas emergências. As perguntas são formuladas de modo a induzir o paciente à reflexão. Além de informações mais objetivas sobre o tempo de espera para agendamento e na recepção, o paciente deve responder sobre a atenção do médico, se ele o escutou atentamente e mostrou interesse no seu problema, se houve clareza na orientação e prescrição e, finalmente, se o seu problema foi resolvido. Nos atendimentos de internação, há perguntas sobre o ambiente (temperatura do quarto, limpeza e acomodações), a atenção dispensada pela enfermagem e a alimentação (qualidade da comida, horário das refeições).

O Projeto (Im)paciente traduz a opinião pessoal e direta do paciente e permite visualizar um painel amplo de investigação sobre os serviços oferecidos. Além de funcionar como um guia para os usuários, o programa poderá ainda se tornar um poderoso instrumento para que os gestores públicos ou privados analisem a rede de seus prestadores de serviços, sob a perspectiva do paciente, podendo intervir pontualmente, quando for o caso, e proporcionando maior visibilidade aos bons gestores, que utilizam boas práticas e que estão sendo bem avaliados, sobretudo os que atuam em áreas mais carentes, explica Heber.

Fonte: UFF
   Palavras-chave:   Gestão em saúde    Site    (Im)paciente    Impaciente    Ricardo Heber    Medicina preventiva    Internet   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Gestão em saúde    site    (Im)paciente    Impaciente    Ricardo Heber    medicina preventiva    internet   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.