Ciência e Tecnologia
publicado em 18/03/2012 às 13h22:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Estudo, publicado na revista EMBO, mostra que antibióticos que afetam bactérias intestinais têm impacto sobre a asma alérgica.

"Há muito tempo já se suspeita que as crianças expostas a maior quantidade antibióticos - como as crianças dos países desenvolvidos - são mais propensas à asma alérgica. Nosso estudo é a primeira prova experimental que mostra como isso acontece", diz o autor do estudo, o microbiologista Brett Finlay.

A equipe de Finlay no Departamento de Microbiologia e Imunologia da UBC e do Michael Smith Laboratories, no Canadá, examinou como dois antibióticos amplamente utilizados - a estreptomicina e vancomicina - afetaram o "ecossistema" de bactérias no intestino. Eles descobriram que a vancomicina altera profundamente as comunidades bacterianas no intestino e aumenta a gravidade da asma em modelos de ratos.

Os mesmos antibióticos não afetam a susceptibilidade dos camundongos adultos à asma, indicando que a infância é um período crítico para se estabelecer um sistema imunológico saudável.

A asma alérgica atinge mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo e sua prevalência está aumentando, em média, 50% a cada década, particularmente entre as crianças nos países industrializados. Segundo a Asthma Society of Canada, a asma afeta pelo menos 12% das crianças canadenses.

O intestino humano é colonizado por aproximadamente 100 trilhões de bactérias e contém mais de mil espécies de bactérias. Embora não sejam totalmente compreendidos, estes micro-organismos, conhecidos como "flora intestinal", realizam uma série de funções úteis, diz Finlay.

"As práticas sociais modernas, como os métodos de saneamento melhorados e o uso de antibióticos generalizado, estão causando o desaparecimento de espécies ancestrais de bactérias em nosso intestino, que podem ser fundamentais para um sistema imunológico saudável. O nosso estudo mostra que este é o caso com determinados antibióticos e a asma alérgica, e a ligação do intestino-pulmão também é consistente com as observações de que a incidência de asma não aumentaram significativamente nos países em desenvolvimento, nos quais o uso de antibióticos é menos prevalente - e, por sua vez, é permitido que a flora do intestino se desenvolva plenamente", conclui Finlay.

Fonte: UNIVERSITY OF BRITISH COLUMBIA
   Palavras-chave:   Crianças    Asma alérgica    Antibióticos    Bactérias intestinais    Intestino   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
crianças    asma alérgica    antibióticos    bactérias intestinais    intestino   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.