Geral
publicado em 15/03/2012 às 20h08:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Em uma iniciativa inédita, duas pacientes do Hospital Pérola Byington, em São Paulo, receberam um novo método contraceptivo definitivo e avançado, minimamente invasivo. As pacientes possuem um tipo de cardiopatia severa, sendo contraindicada a gravidez.

Diferente da laqueadura tradicional, o Essure (laqueadura por histeroscopia) pode ser realizado em ambulatório e dura, em média, dez minutos. O método consiste em um microimplante macio e flexível de apenas quatro centímetros em titânio e níquel (materiais que apresentam excelente compatibilidade com o organismo) que, introduzido pela vagina através de um equipamento extremamente fino (histeroscópio), é colocado em cada uma das tubas uterinas, sem cortes, sem internação, sem a necessidade de afastamento das atividades diárias e sem liberação de hormônios.

Nas semanas que se seguem ao procedimento, o corpo e os microimplantes trabalham juntos para formar uma barreira natural que impede que o espermatozoide alcance o óvulo. Por esse motivo, durante o período dos três primeiros meses, a paciente deve continuar a usar outra forma de contracepção.

Após este período, é realizada uma radiografia simples da pelve e, confirmada a oclusão, não é mais necessário o uso de outro método contraceptivo. Assim como qualquer outro procedimento médico, as pacientes devem procurar profissionais capacitados e treinados para sua realização.

De acordo com a distribuidora do microimplante existem alguns procedimentos realizados através de fontes pagadoras e há um protocolo de vigência dentro de alguns hospitais públicos. Em Santa Catarina, uma lei autoriza o SUS a oferecer a laqueadura sem cirurgia gratuitamente e a intenção é que a lei também vigore em outros estados brasileiros. Algumas ações na rede pública, nos Estados do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Norte, já estão em fase de finalização.

Vantagens

" Entre os métodos contraceptivos definitivos existentes, o Essure é a melhor e a mais nova indicação para estas mulheres, pois a laqueadura cirúrgica (por laparoscopia) necessita de internação, anestesia geral, acesso à cavidade abdominal (corte), analgésicos no pós-operatório, repouso, dispensa das atividades por um período, ou seja, uma série de fatores desfavoráveis" , afirma o médico Luciano Gibran, diretor do Núcleo de Endoscopia do Pérola Byington.

O procedimento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e é indicado para mulheres que apresentam alguma patologia que aumente os riscos cirúrgicos como as hipertensas, diabéticas ou mulheres com sobrepeso. As pacientes foram encaminhadas pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia.

Ineditismo

Tal o ineditismo, o procedimento foi acompanhado de perto pelo Ginecologista e Obstetra João Antônio Dias Junior, coordenador do curso e médico do Centro de Reprodução Humana do Hospital Sírio-Libanês e do Serviço de Histeroscopia do Laboratório Fleury; também pela diretoria do Hospital Pérola Byington; por residentes de Endoscopia Ginecológica e da Ginecologia Geral da instituição; e por Alexandre Slulittel, membro do comitê de anestesia cardiovascular e torácica da Sociedade Brasileira de Anestesia (SBA).

Segundo Luciano Gibran, será preparada uma apresentação da dinâmica do trabalho à Sociedade Brasileira de Cardiologia. " Após a conclusão deste projeto e com estatísticas que comprovam a eficiência do método às pacientes que não são candidatas a se submeter a procedimentos mais complexos - como a laqueadura por laparotomia ou mesmo por laparoscopia - a intenção é estender parcerias entre as instituições de cardiologia e o Hospital Pérola Byington. O atendimento no Pérola é terciário, ou seja, este tipo de procedimento só é realizado em mulheres que passaram por uma triagem na rede pública e que são encaminhadas com patologias específicas que contraindicam a gravidez" , conclui Luciano Gibran.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Contracepção    Método    Invasivo    Pérola Byington    Microimplante    Gravidez    Alto risco   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
contracepção    método    invasivo    Pérola Byington    microimplante    gravidez    alto risco   
Comentários:
Comentar
Priscila
postado em:
29/04/2012 23:58:51
oi gostaria de colocar o essure pois tenho 3 filhos e estou esperando o 4 filho n tenho condições de pagar quero por pelo sus me ajudem por favor.
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.