Ciência e Tecnologia
publicado em 14/03/2012 às 16h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, descobriram que o medicamento propanolol, indicado para o tratamento de pessoas com doença cardíaca, também combate o preconceito racial.

Os resultados mostram que voluntários que receberam o betabloqueador apresentaram um resultado abaixo do normal em um teste psicológico padrão que avalia atitudes racistas.

Para o trabalho, Sylvia Terbeck e seus colegas avaliaram 36 participantes, 18 que receberam doses de propanolol e 18 que receberam um placebo por meio de métodos como categorizar palavras positivas e negativas em imagens de pessoas negras e brancas.

A equipe descobriu que, em nível subconsciente, pessoas que fizeram uso do medicamento são menos resistentes a outras etnias, quando comparados com o grupo tratado com o placebo.

Os pesquisadores acreditam que o propranolol reduz a base racial implícita porque esse viés é baseado em respostas automáticas e não conscientes de medo, que são bloqueadas pelo remédio.

Segundo os cientistas, a descoberta ajuda a explicar o fato de que o racismo é fundamentado no medo. O propranolol age tanto nos circuitos nervosos que regulam a frequência cardíaca, como na parte do cérebro envolvida com medo e respostas emocionais. A droga ém é utilizada para tratar ansiedade e síndrome do pânico.

"Os resultados oferecem novas evidências sobre os processos que moldam o preconceito racial implícito no cérebro. Esse preconceito pode ocorrer mesmo em pessoas com uma crença sincera na igualdade", explica a psicóloga.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Propanolol    doenças cardíacas    preconceito racial    betabloqueador    Universidade de Oxford    Sylvia Terbeck   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.