Geral
publicado em 19/03/2012 às 19h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Os smartphones estão se mostrando promissores para a vigilância de doenças no mundo em desenvolvimento. Estudo conduzido pelo Ministério da Saúde do Quênia em parceria com a entidade norte-americana Centers for Disease Control and Prevention (CDC), descobriu que o uso do smartphone é mais barato do que os métodos tradicionais de levantamento feitos em papel para coletar informações sobre doenças, após do custo inicial para a aquisição do aparelho. Os dados coletados em levantamentos com smartphones neste estudo também tiveram menos erros e ficaram disponíveis mais rapidamente para as análises do que os dados coletados em papel, de acordo com um estudo apresentado no último dia 13 de março na Conferência Internacional sobre Doenças Infecciosas Emergentes, em Atlanta.

Os pesquisadores compararam os métodos de pesquisa de coleta de dados em quatro locais de vigilância da influenza no Quênia. Em cada local, agentes de vigilância identificaram pacientes com doenças respiratórias e administraram um breve questionário que incluía informações demográficas e clínicas. Alguns dos questionários foram coletados por meio de métodos tradicionais em papel, e outros foram coletados por meio de smartphones HTC Touch Pro2 usando um programa de software proprietário chamado Field Adapted Survey Toolkit (FAST).

"Coletar dados usando smartphones tem melhorado a qualidade de nossos dados e nos deu um tempo de resposta mais rápido para trabalhar com eles. Isso também nos ajudou a economizar o uso de papel e de outros recursos limitados", disse Henry Njuguna, coordenador de vigilância sentinela no CDC Quênia.

Um total de 1.019 baseados em papel questionários foram comparados com 1.019 questionários smartphones recolhidos com os mesmos quatro sítios. Apenas 3% dos inquéritos recolhidos com smartphones estavam incompletos, em comparação com 5% dos questionários em papel. Das perguntas que exigiam respostas obrigatórias no questionário smartphone, 4% ficaram sem resposta nos questionários feitos em papel em comparação com nenhuma dos questionários dos smartphones. Sete questionários em papel tinham números de identificação dos pacientes duplicados, enquanto nenhuma duplicação foi vista nos dados de smartphones. Os dados obtido nos Smartphones foram enviados para o banco de dados dentro de 8 horas após a colheita, em comparação com uma média de 24 dias para os dados coletados em papel serem enviados.

O custo de se coletar dados pelos smartphones foi menor a longo prazo do que o custo dos dados obtidos por métodos em papel. Dentro de um período de dois anos, o custo de estabelecer e executar um sistema de coleta de dados em papel foi de aproximadamente 61.830 dólares em comparação com cerca de 45.546 dólares para um sistema de coleta de dados nos smartphones. Os custos fixos incorridos, quando os sistemas foram inicialmente criados foram de 12.990 dólares para o papel e de 16.480 dólares para o smartphone.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Mundo em desenvolvimento    Smartphone    Informações sobre doenças    Vigilância    Pesquisas   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
mundo em desenvolvimento    smartphone    informações sobre doenças    vigilância    pesquisas   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.