Geral
publicado em 12/03/2012 às 14h57:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisadores da Universidade de Leicester, no Reino Unido, descobriram que a toxina botulínica, ou Botox, é eficaz no tratamento de uma condição conhecida como bexiga hiperativa (OAB), que pode afetar até 20% das pessoas acima de 40 anos.

Os resultados mostram que um único tratamento com a toxina reduz a frequência com que uma pessoa vai ao banheiro durante o dia e que cerca de 4 em cada 10 mulheres não tiveram mais sintomas de incontinência após seis semanas de tratamento.

OAB é uma forma de incontinência urinária com sintomas que incluem urgência em ir ao banheiro, necessidade de interromper o sono à noite para urinar (noctúria) e perdas de urina antes de chegar ao banheiro. Em geral, a incontinência urinária é mais comum em mulheres e pode afetar a vida quotidiana de uma pessoa.

OAB é geralmente causada por uma hiperatividade do músculo da bexiga que se contrai em momentos aleatórios, em vez de apenas quando é conveniente para esvaziar a bexiga.

No momento, o tratamento geralmente é iniciado com exercícios musculares da estrutura pélvica, conselhos sobre a ingestão de líquidos e medicamentos. Embora essas medidas funcionem para algumas pessoas, um grande número de pacientes não apresentam melhorias ou têm efeitos colaterais ruins.

O estudo de quatro anos envolveu 240 mulheres com hiperatividade grave do músculo da bexiga que não apresentaram melhoras depois de dois tratamentos com medicamentos diferentes.

"Descobrimos que um único tratamento com toxina botulínica foi muito eficaz para os sintomas das mulheres, que foram capazes de reduzir o número de idas ao banheiro durante o dia", afirma o líder da pesquisa, Douglas Tincello.

Em pacientes tratados com toxina botulínica, a urgência por um banheiro caiu de seis vezes em um dia para menos de uma. Cerca de 4 em cada 10 mulheres tornaram-se completamente continente novamente depois de seis semanas e em algumas, o benefício persistiu por seis meses após o tratamento.

Aproximadamente 1 em cada 8 mulheres apresentaram alguma dificuldade em esvaziar a bexiga em algum momento nos seis meses após o tratamento devido à paralisia do músculo da bexiga.

"Estamos animados com o nosso trabalho, esta condição é muito frustrante e a toxina botulínica funciona muito melhor do que as drogas atuais. Os pacientes ficaram satisfeitos com a forma como a toxina funciona. A pesquisa mostra que o Botox é um tratamento muito eficaz e oferece um longo período de benefício, embora com alguns efeitos colaterais", conclui Tincello.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Incontinência urinária    toxina botulínica    botox    bexiga hiperativa    Universidade de Leicester    Douglas Tincello   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.