Ciência e Tecnologia
publicado em 01/03/2012 às 09h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: New York University
Jin Montclare,co-autora do estudo e chefe do departmento de Protein Engineering and Molecular Design Lab
  « Anterior
Próxima »  
Jin Montclare,co-autora do estudo e chefe do departmento de Protein Engineering and Molecular Design Lab

Um novo método para a criação de nanofibras de proteínas, desenvolvido por pesquisadores Polytechnic Institute of New York University, tem potencial para melhorar a entrega de drogas para tratamentos contra o câncer.

A abordagem, descrita na Advanced Functional Materials, também vai ajudar no desenvolvimento de novas terapias para doenças cardíacas e Alzheimer, bem como para a regeneração de tecido humano, osso e cartilagem.

O líder do trabalho, Susheel K. Gunasekar e seus colegas descobriram o método durante uma experiência que envolvia o estudo de determinadas proteínas de forma cilíndrica derivadas da matriz protéica da cartilagem oligomérica (COMP), encontrada predominantemente na cartilagem humana.

Na pesquisa, Gunasekar notou que em concentrações elevadas, estas proteínas alfa helicoidais em espiral se reuniram espontaneamente e se automontaram em nanofibras.

"Foi um resultado surpreendente porque COMP não era conhecida por formar fibras. Ficamos muito animados. Então decidimos fazer uma série de experimentos para ver se podíamos controlar a formação dessas fibras, e também controlar sua ligação a moléculas pequenas, que seriam alojadas dentro do cilindro da proteína", explica a coautora da pesquisa, Jin Montclare.

Eles utilizaram as moléculas da curcumina, um ingrediente de suplementos dietéticos utilizados para combater a doença de Alzheimer, câncer e doenças do coração.

Ao adicionar um conjunto de aminoácidos à proteína em espiral, a equipe descobriu que as nanofibras alteraram suas formas após a adição de metais como o zinco e níquel à proteína.

Além disso, a adição de zinco fortificou as nanofibras, permitindo que elas segurassem mais curcumina, enquanto a adição de níquel provocava a liberação da molécula de droga.

Agora, os investigadores planejam experiências com a criação de suportes de nanofibras que podem ser usados para induzir a regeneração do osso e da cartilagem ou de células estaminais humanas.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Nanofibras de proteína    entrega de drogas    câncer    Susheel K. Gunasekar    Polytechnic Institute of New York University   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.