Ciência e Tecnologia
publicado em 24/02/2012 às 08h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: UCLA Engineering
Telefone celular modificado para detectar de E. coli
  « Anterior
Próxima »  
Telefone celular modificado para detectar de E. coli

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos desenvolveram uma nova técnica que utiliza um telefone celular para detectar bactérias Escherichia coli em alimentos e na água.

Os engenheiros combinaram capilares de vidro com anticorpos funcionais e pontos quânticos semicondutores, muitas vezes usados para imagens médicas, como sinalizadores específicos para detectar partículas de E. coli em amostras líquidas, usando um acessório leve e compacto ligado à câmera fotográfica já existente em celulares.

Usando diodos emissores de luz (LEDs) de baixo custo, os pesquisadores podem excitar / bombear partículas de E. coli capturadas na superfície capilar.

Depois, as emissões dos pontos quânticos podem ser fotografadas com a câmera do celular, usando uma lente adicional inserida entre o capilar e o telefone celular.

O celular, desenvolvido pela equipe do pesquisador Hongying Zhu, atua como um microscópio fluorescente, quantificando a luz emitida a partir de cada capilar após a captura específica das partículas de E. coli dentro de uma amostra. Ao quantificar a emissão de luz fluorescente de cada tubo, a concentração de E. coli na amostra pode ser determinada.

A bactéria E. coli pode facilmente contaminar os alimentos e a água potável. Ela representa uma ameaça significativa à saúde pública, mesmo em locais altamente desenvolvidos do mundo, e é responsável por um grande número de hospitalizações e mortes a cada ano.

Entre 10 e 100 partículas de E. Coli já podem matar as células do revestimento intestinal, destruir os rins e causar coágulos sanguíneos no cérebro, bem como convulsões, paralisia e insuficiência respiratória.

Este estudo ilustra o potencial promissor de um telefone celular habilitado como um a plataforma de detecção móvel de E. coli para a triagem de água e amostras de alimentos.

A pesquisa foi publicada no jornal The Royal Society of Chemistry e está disponível online neste link.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Bactérias E. Coli    Escherichia coli    telefone celular    plataforma de detecção    Universidade da Califórnia   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.