Geral
publicado em 01/02/2012 às 12h10:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisadores da Mount Sinai School of Medicine, nos Estados Unidos, descobriram que o café descafeinado é capaz de preservar a memória de pacientes com pelo diabetes tipo 2, melhorando o metabolismo energético do cérebro.

A descoberta pode ajudar a impedir o aparecimento de condições como demência e outras doenças neurodegenerativas causadas pelo diabetes.

A equipe de pesquisa, liderada por Giulio Maria Pasinetti, investigou se a suplementação dietética com uma preparação de café descafeinado padronizado antes do início do diabetes pode melhorar a resistência à insulina em ratos com diabetes tipo 2 induzido pela dieta.

Os pesquisadores aplicaram o suplemento por cinco meses, e avaliaram a resposta genética no cérebro dos ratos. Eles descobriram que o cérebro era capaz de metabolizar a glicose de forma mais eficaz e usá-la como energia celular no cérebro. A utilização de glicose no cérebro é reduzida em pessoas com diabetes tipo 2, o que muitas vezes pode resultar em problemas cognitivos.

"O metabolismo energético prejudicado no cérebro é conhecido por ser fortemente correlacionado com o declínio cognitivo durante o envelhecimento e em indivíduos com alto risco de desenvolver doenças neurodegenerativas. Esta é a primeira evidência mostrando os benefícios potenciais do café descafeinado tanto para prevenção e tratamento do declínio cognitivo causado por diabetes tipo 2, envelhecimento e doenças neurodegenerativas", afirma Pasinetti.

A ingestão de café não é recomendada para todos, devido a sua associação com riscos para a saúde cardiovascular, como colesterol elevado e pressão arterial, os quais levam a um risco aumentado de doença cardíaca, derrame e morte prematura. Esses efeitos negativos têm sido principalmente atribuídos ao alto teor de cafeína.

No entanto, as novas descobertas sugerem que alguns dos componentes descafeinados do café fornecem benefícios de saúde em camundongos.

Pasinetti pretendea, agora, explorar o papel preventivo de café descafeinado entregue na forma de um suplemento dietético em seres humanos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Café descafeinado    diabetes    doenças neurodegenerativas    Mount Sinai School of Medicine    Giulio Maria Pasinetti   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.