Ciência e Tecnologia
publicado em 30/01/2012 às 09h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisa conduzida por cientistas da University of Southampton, no Reino Unido, pode levar à criação de remédios mais eficazes para combater a malária.

Estudo vai permitir aos cientistas saber mais sobre a natureza das enzimas necessárias para a biossíntese de vitamina pelo Plasmodium, o patógeno causador da malária. As vitaminas são nutrientes essenciais necessários em pequenas quantidades e a falta deles leva a deficiências. Muitos microrganismos patogênicos produzem vitaminas, e estas vias biossintéticas podem fornecer alvos adequados para o desenvolvimento de novas drogas.

Na verdade os antifolatos que atacam a biossíntese da vitamina B9 dos parasitas da malária provaram ser quimioterápicos valiosos para o tratamento da malária, uma das mais devastadoras doenças infecciosas que levam a cerca de 250 milhões de casos em todo o mundo e cerca de 1 milhão de mortes anualmente. A biossíntese da vitamina B6 do parasita foi especulada como um novo alvo de drogas.

Um fator importante que impede o controle da malária é o alto grau de resistência desenvolvido pela espécie Plasmodium contra as drogas atualmente disponíveis. Por isso, ainda há uma necessidade urgente para a identificação de novos alvos de drogas e quimioterápicos contra a malária.

Usando o Centro de Difração, os pesquisadores conseguiram descrever as enzimas da malária responsáveis pela biossíntese da vitamina B6 estruturas 3D atômicas. A biossíntese da vitamina B6 é um processo altamente organizado, envolvendo um complexo enzimático de 24 subunidades de proteína. O conjunto das proteínas individuais foi estudado por microscopia eletrônica em colaboração com o grupo de Boettcher na University of Edimburgh.

O professor de Biologia Estrutural Ivo Tews, da University of Southampton, disse que "Os estudos estruturais explicam como estas enzimas vitais são ativadas e mostram o substrato da biossíntese de vitamina B6 que pode fornecer revelações sobre a química da biossíntese PLP. O complexo de enzima tem um túnel interno fascinante para a transferência de produtos intermediários reativos da reação. Os estudos também descobriram uma organização inesperada dos complexos enzimáticos em fibras.

"Os novos dados são um ponto de partida para o desenvolvimento de inibidores específicos que atacam os locais ativos da enzima ou o conjunto das proteínas em complexos funcionais".

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Malária    Parasitas da malária    Vitamina biossíntese    Plasmodium    Biossíntese PLP   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
malária    parasitas da malária    vitamina biossíntese    Plasmodium    biossíntese PLP   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.