Geral
publicado em 11/01/2012 às 09h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Passar por momentos estressantes tais como divórcio ou perda do emprego, podem reduzir a massa cinzenta em regiões críticas do cérebro que regulam as emoções e importantes funções fisiológicas. A afirmação é de pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, que observam que os efeitos valem inclusive para indivíduos saudáveis.

O estudo da imagem cerebral de mais de 100 indivíduos saudáveis sugere que essas diferenças são aparentes logo depois que acontecimentos estressantes ocorrem e podem servir como sinais de aviso de disfunções psiquiátricas futuras e doenças crônicas como hipertensão e diabetes, disse Rajita Sinha, professora de Psiquiatria da Foundations Fund, e professora no Departamento de Neurobiologia e no Yale Child Study Center.

Abuso crônico, traumas e estresse têm sido relacionados a mudanças na estrutura e na função cerebral em animais e para disfunções psiquiátricas como vícios, depressão e ansiedade em humanos. No entanto, os efeitos do estresse nos cérebros de indivíduos saudáveis não tem sido claros. Pesquisadores da Yale decidiram verificar o volume de massa cinzenta - o tecido que contém células nervosas e suas ramificações chamadas dendritos - em um grupo de participantes da comunidade.

A equipe realizou ressonância magnética em 103 pacientes saudáveis que foram entrevistados sobre estresse traumático e eventos adversos da vida como a morte de um ente querido, perda do lar por desastre natural, perda de emprego ou divórcio. Eles descobriram que mesmo os cérebros dos pacientes saudáveis que apenas recentemente passaram por um evento estressante da vida mostraram significativa diminuição da massa cinzenta do córtex pré-frontal medial, uma área do cérebro que regula não somente as emoções e o autocontrole, mas funções fisiológicas tais como pressão sanguínea e os níveis de glicose.

" O acúmulo de eventos estressantes da vida pode tornar mais desafiador para esses indivíduos lidar com estresse futuro, particularmente se o próximo evento exigir esforço para se controlar, regulação da emoção ou integração social para superá-lo" , disse Emily Ansell, professora assistente de psiquiatria e principal autora do estudo.

Sinha disse que o estudo ilustra a necessidade de abordar as causas de estresse na vida " e encontrar caminhos para lidar com consequências emocionais" .

" O cérebro é dinâmico e plástico e as coisas podem melhorar - mas somente se o estresse for tratado de maneira saudável. Se não, os efeitos do estresse podem ter um impacto negativo nas nossas vidas física e mental" , disse Sinha.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Estresse    Momentos estressantes    Cérebro    Encolhimento do cérebro    Massa cinzenta    Emoções      
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
estresse    momentos estressantes    cérebro    encolhimento do cérebro    massa cinzenta    emoções       
Comentários:
Comentar
cristiane oliveira
postado em:
21/10/2010 13:12:22
gostaria de ter nais noticias sobre o estresse cerebral pela neurobiologa Rajita Sinha da universidade yale euaObrigada
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.