Geral
publicado em 04/01/2012 às 14h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Em um estudo publicado na revista Plos One, cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, em Portugal, relataram que uma dose única de ecstasy, droga psicotrópica do grupo das anfetaminas, essencialmente composta pela substância NDMA, altera a percepção e a acuidade visual do usuário durante, pelo menos, 24 horas.

Resultados mostraram que alterações na fisiologia da retina provocadas pelo uso da droga não existiam mais ao final de 7 dias de estudo, no entanto pesquisadores alertam para efeitos prolongados após uso de um maior número de doses por mais tempo.

Segundo os pesquisadores, a substância, que causa euforia e excitação, provoca toxicidade no cérebro, mas a ciência desconhecia se ela afetava a visão, especialmente a função da retina, levando em conta que esta membrana do globo ocular faz parte do sistema nervoso central, ou seja, é um apêndice do cérebro.

Para verificar se e como a substância causava mudanças na retina, a equipe, liderada por Francisco Ambrósio, testou os efeitos administrando uma dose única, mas elevada, da droga em ratos.

Os pesquisadores utilizaram uma espécie de encefalograma para o cérebro, chamado eletrorretinogramas, que tem a função de avaliar a resposta da retina a estímulos luminosos e analisar a sua fisiologia. Eles verificaram alterações que sugerem que os fotorreceptores, células da retina responsáveis pela recepção e formação, foram afetados, assim como a sua função.

Segundo Ambrósio, o estudo é importante para perceber quais efeitos o consumo continuado de ecstasy pode provocar na fisiologia da retina, mas ressalta que apesar de no final de sete dias já não se verificarem sinais das alterações provocadas pela droga, o estudo testou apenas de uma dose única e em longo prazo os efeitos podem persistir.

A equipe agora espera verificar os efeitos derivados do uso continuado de ecstasy na retina de animais segundo dois paradigmas: um usuário jovem que vai passar uma semana de férias em grupo e faz uso diário da droga, e o consumidor jovem de fim-de-semana.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Ecstasy    Retina    Acuidade visual    Droga    NDMA    Universidade de Coimbra    Francisco Ambrósio   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Ecstasy    retina    acuidade visual    droga    NDMA    Universidade de Coimbra    Francisco Ambrósio   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.