Ciência e Tecnologia
publicado em 14/12/2011 às 07h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Mayo Clinic
Raymond Iezzi, líder da pesquisa
  « Anterior
Próxima »  
Raymond Iezzi, líder da pesquisa

Entrega de medicamentos na retina por meio de nanopartículas chamadas dendrímeros se configura como uma nova forma de tratar a degeneração macular relacionada ao envelhecimento e a retinite pigmentosa.

O oftalmologista da Mayo Clinic, Raymond Iezzi, e o professor de oftalmologia da The Wilmer Eye Institute, Rangaramanujam Kannan, desenvolveram um sistema intracelular de entrega sustentada de drogas. A pesquisa testou o sistema de entrega nos dendrímeros em ratos que desenvolvem neuroinflamação.

O estudo mostra que os esteróides ligados aos dendrímeros atacam as células que causam danos associados à neuroinflamação, evitando que o resto do olho seja afetado e preservando a visão.

O alvo era as células da microglia, células inflamatórias responsáveis pela limpeza do material morto e do material que está morrendo no olho. Quando ativadas como "coletoras de lixo," as células causam danos por meio da neuroinflamação - uma característica de cada doença. As células da microglia devoram os dendrímeros, e a droga impede a atividade das células.

"Surpreendentemente, a microglia ativada na retina em degeneração parecia comer os dendrímeros seletivamente, e retê-los por pelo menos um mês. O medicamento é liberado do dendrímero de uma forma sustentada dentro destas células, oferecendo neuroproteção orientada para a retina", disse Kannan.

O tratamento reduziu a neuroinflamação no modelo de rato e protegeu visão ao prevenir a lesão aos fotorreceptores da retina. Embora o esteróide ofereça apenas proteção temporária, o tratamento como um todo proporciona o alívio sustentado da neuroinflamação.

Mayoclinic

Degeneração macular seca

A degeneração macular seca relacionada à idade e a retinite pigmentosa são causadas pela neuroinflamação, que progressivamente danifica a retina e pode levar à cegueira. A degeneração macular é a principal causa de perda de visão nos idosos, afetando, somente nos EUA, mais de 7 milhões de pessoas, de acordo com o National Institutes of Health. A retinite pigmentosa abrange muitas doenças genéticas que afetam a retina e que impactam um em cada 4 mil americanos, estima o NIH.

"Não há cura para estas doenças. Um tratamento eficaz pode oferecer esperança para centenas de milhões de pacientes no mundo inteiro", conclui Iezzi.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Nanopartículas    Dendrímeros    Esteroides    Degeneração macular    Retina   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
nanopartículas    dendrímeros    esteroides    degeneração macular    retina   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.