Geral
publicado em 07/12/2011 às 14h07:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: PWei/Istockphoto
Estudo mostra que triatletas figuram entre os atletas com risco aumentado de desenvolver cicatrizes e danos permanentes no coração
  « Anterior
Próxima »  
Estudo mostra que triatletas figuram entre os atletas com risco aumentado de desenvolver cicatrizes e danos permanentes no coração

Em estudo publicado no European Heart Journal, pesquisadores da Universidade de Melbourne, na Austrália, apontam que exercícios de resistência extrema, como a maratona e o triatlo, podem causar danos ao ventrículo direito do coração.

Resultados mostram que, embora o dano tenha sido revertido uma semana após o evento competitivo na maioria dos 40 atletas estudados, cinco deles (13%) mostraram evidências de danos permanentes com a presença de cicatriz no músculo cardíaco, conhecida como fibrose.

O líder da pesquisa, André La Gerche afirma que é muito importante que os achados não sejam superestimados para inferir que o exercício de resistência não é saudável. No entanto, ele revela que as descobertas sugerem que alguns atletas podem ter nascido com uma susceptibilidade para desenvolver danos como resultado de exercícios de resistência em longo prazo.

Os pesquisadores recrutaram 40 atletas que estavam treinando para competir em uma de quatro provas de resistência. Os atletas estavam bem preparados com um treinamento intenso de mais de 10 horas por semana, tinham bom desempenho e não apresentavam problemas cardíacos conhecidos.

Os pesquisadores estudaram os atletas, utilizando ecocardiograma, ressonância magnética e exames de sangue, em três momentos: duas a três semanas antes da corrida, logo após a corrida (dentro de uma hora), e de 6 a 11 dias após o evento.

Os resultados mostraram que imediatamente após a corrida, os corações dos atletas tinham mudado de forma, com um maior volume e função ventricular reduzida. Níveis de uma substância química chamada B-peptídeo do tipo natriurético (BNP), que é secretado pelos ventrículos em resposta ao alongamento excessivo de células do músculo cardíaco, aumentaram significativamente. A função do ventrículo direito foi recuperada na maioria dos atletas após uma semana, mas entre aqueles que vinham treinando e competindo por mais tempo do que os outros, MRI detectou sinais de cicatrizes (fibrose).

Os pesquisadores também descobriram que as mudanças pós-corrida para a função do ventrículo direito aumentou de acordo com a duração do exercício.

Em contraste, o ventrículo esquerdo, que, até agora tinha sido mais estudado em atletas, não apresentou alterações. "Nosso estudo identifica o ventrículo direito como mais suscetível a causar lesões induzidas pelo exercício e sugere que mais estudos devem focar nessa região para ajudar a determinar se exercícios extremos em longo prazo podem promover arritmias em alguns atletas", conclui La Gerche.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Exercícios de resistência    ventrículo direito do coração    maratonas    cicatriz    Universidade de Melbourne    European Heart Journal    André La Gerche   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.