Geral
publicado em 03/12/2011 às 06h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Harvard University
Amy J. Wagers (ao centro), líder do estudo
  « Anterior
Próxima »  
Amy J. Wagers (ao centro), líder do estudo

Cientistas do Joslin Diabetes Center, nos Estados Unidos, descobriram importantes chaves moleculares e genéticas para o desenvolvimento de sarcomas dos tecidos moles no músculo esquelético.

As descobertas, publicadas no jornal Proceedings of the National Academy of Sciences, fornece novas abordagens para combater o crescimento desses tumores, muitas vezes mortais.

O estudo identificou duas importantes vias de sinalização molecular, Ras e mTOR, que são comuns no crescimento e no desenvolvimento do tumor. Estas vias moleculares regulam o crescimento e a divisão celular, duas propriedades celulares cujo excesso de ativação é marca registrada da biologia do câncer.

"Em seres humanos, alguns sarcomas respondem à quimioterapia. Com estes resultados, nós temos uma lista de novos alvos cuja inibição pode levar à regressão destes tumores", observa a autora da pesquisa Amy J. Wagers.

Muitos sarcomas de tecidos moles, que se desenvolvem em certos tecidos, como ossos e músculos, carregam mutações genéticas específicas ou assinaturas únicas, o que pode permitir aos cientistas desenvolver terapias mais precisas.

Wagers e seus colegas utilizaram a bioengenharia para projetar um sistema de tumores em ratos por meio da introdução de um oncogene, conhecido por causar tumores em seres humanos. Eles usaram este sistema para identificar um pequeno conjunto de genes que estão ativos nos tumores sarcoma.

Induzindo esses tumores em camundongos, Wagers e seus colegas sabiam quando os tumores se formavam nos ratos e em que lugar do corpo iriam se desenvolver, o que os ajudou a compreender melhor as vias moleculares e genéticas subjacentes à doença. Com este conhecimento, os pesquisadores podem ser capazes de desenvolver novas estratégias de intervenção que interferem com essas atividades genéticas e parar o crescimento deste tipo de tumor.

"Com o sistema de engenharia que desenvolvemos, podemos encontrar novos pontos frágeis do tumor. Além disso, o sistema permite que os cientistas olhem para as mudanças genéticas em sarcomas e como elas interagem com o desenvolvimento de tumores", afirma a primeira autora Simone Hettmer.

Wagers e sua equipe agora planejam novos trabalhos para estabelecer um modelo semelhante de engenharia com células humanas para testar a eficácia dos medicamentos anti-sarcoma. Esses experimentos pré-clínicos são projetados para identificar os candidatos mais promissores para o tratamento de sarcoma dos tecidos moles que finalmente serão avaliados em ensaios clínicos humanos.

Os primeiros estudos identificaram diversos compostos químicos que, em culturas de células, pelo menos, parecem retardar o crescimento de células de sarcoma.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Sarcoma de tecidos moles    via genética    via molecular    Joslin Diabetes Center    Amy J. Wagers   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.