Geral
publicado em 22/11/2011 às 13h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisadores norte-americanos identificaram um mecanismo alternativo que faz com que células cancerígenas se multipliquem mesmo em ambientes carentes de nutrientes.

A pesquisa, realizada no Centro de Câncer do Hospital Geral de Massachusetts (MGH), nos Estados Unidos, representa um importante passo para estudos sobre novas drogas contra a doença.

As células cancerosas geralmente vivem em um ambiente com suprimentos limitado de nutrientes necessários para proliferar - mais notavelmente, oxigênio e glicose. No entanto, eles ainda são capazes de se dividir descontroladamente, produzindo novas células cancerosas.

Isso acontece pois os vasos sanguíneos, responsáveis por transportar grande parte dessas substâncias, muitas vezes não conseguem penetrar inteiramente nos tumores. Assim, essas células não têm quantidade de glicose suficiente para sintetizar os lipídeos, que são componentes essenciais para a estrutura destas células e importantes no fornecimento de energia.

A equipe de pesquisadores do MGH e do Massachusetts Institute of Technology descobriu que, quando privadas de oxigênio, as células cancerosas envolvem uma via metabólica alternativa que lhes permite usar a glutamina, um aminoácido ácido abundante, como matéria-prima para a síntese de moléculas de gordura conhecida como lipídios. O que permite a multiplicação descontrolada dessas células.

Estudos anteriores já haviam identificado a existência dessa via metabólica alternativa, mas essa nova pesquisa observou que esse mecanismo é muito mais utilizado do que se pensava. Os pesquisadores observaram que tanto células normais quanto cancerígenas recorrem à glutamina quando há falta de oxigênio no ambiente. "Esse mecanismo vai contra o que se acreditava sobre a as células sintetizarem a maioria de seus lipídeos pela glicose", afirma o autor da pesquisa, Matthew Vander Heiden.

"Em um ambiente normal com quantidades boas de oxigênio, 80% dos novos lipídeos de uma célula vem da glicose e 20%, da glutamina. Essa relação é invertida em um ambiente carente de oxigênio", explica o pesquisador Othon Iliopoulos. Segundo ele, a glutamina pode vir de dentro das próprias células, de células vizinhas ou de líquidos extracelulares que as circundam.

Uma melhor compreensão das vias metabólicas e de sua regulação levanta a possibilidade de desenvolvimento de novas drogas que poderiam interromper seletivamente as vias metabólicas chaves para a sobrevivência e crescimento das células cancerosas.

Um possível alvo é a enzima isocitrato desidrogenase, que executa um passo crítico na transformação de glutamina em acetyl CoA, um precursor de lipídeos.

Embora tenham identificado o mecanismo da troca da glicose pela glutamina, o estudo ainda não conseguiu esclarecer como isso acontece.

"Quanto melhor entendermos a base molecular desses fenômenos, mais otimista podemos ser sobre os esforços para traduzir esses resultados básicos em tratamentos eficazes do câncer", afirma Iliopoulos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Células cancerosas    multiplicação    Hospital Geral de Massachusetts    Massachusetts Institute of Technology    Matthew Vander Heiden   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.