Saúde Pública
publicado em 13/09/2009 às 12h30:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Divulgação/Fishoildirect
Estudos da Unifesp apontam que as cápsulas de ômega-3 são capazes de minimizar a morte de neurônios durante os ataques epilépticos e, ainda, de ajudar na regeneração do tecido neuronal
  « Anterior
Próxima »  
Estudos da Unifesp apontam que as cápsulas de ômega-3 são capazes de minimizar a morte de neurônios durante os ataques epilépticos e, ainda, de ajudar na regeneração do tecido neuronal

A epilepsia é uma das doenças neurológicas mais comuns no mundo. Estima-se que, no Brasil, 4 milhões de pessoas (2% da população) sofram do mal, segundo pesquisa da Unicamp. Se comparado com a média mundial (1%), a proporção brasileira é maior. De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), só em 2009, 150 mil novos casos devem ser registrados

Afim de combater o preconceito e a falta de informação acerca da doença será lançada este mês, pela Academia Brasileira de Neurologia (ABN), a campanha 'Conscientização de epilepsia'. Somente entre janeiro e maio deste ano, aproximadamente 17 mil pessoas foram internadas em hospitais públicos devido ao mal, é o que diz os dados do MS.

De acordo com o médico e membro da ABN, Luiz Ataíde Júnior, a epilepsia é causada por um desequilíbrio nas funções cerebrais. " A doença pode ter origem genética ou ser decorrente de lesões na cabeça, causadas por tumores, derrames ou traumas cranianos" , explica.

" Não tem relação alguma com problemas psicológicos ou religiosos. Infelizmente, muitas pessoas ainda têm preconceito com a doença. Se o paciente for tratado de forma correta, em cinco anos pode estar totalmente curado e levar uma vida normal" , ressalta Luís Ataíde Júnior, acrescentando que as faixas mais afetadas são crianças e idosos.

O que mais se conhece, no que diz respeito aos sintomas, são a perda de consciência e contrações. Todavia, as crises podem ser sutis, afetam apenas partes isoladas do corpo, com rigidez, dormência ou movimentos involuntários. Crianças com epilepsia podem apresentar crises de ausência, caracterizadas por olhar vago e interrupção repentina da atividade. Esse tipo de crise pode durar pouco e passar despercebida pelos pais.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Epilepsia    Unicamp    Ministério da Saúde    ABN    Luiz Ataíde Júnior   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Epilepsia    Unicamp    Ministério da Saúde    ABN    Luiz Ataíde Júnior   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.