Saúde Pública
publicado em 12/11/2011 às 09h30:00
   Dê o seu voto:

Até 70% dos casos de morte súbita do coração podem ser evitados

A estimativa é de que cerca de 250 mil brasileiros morrem por ano em todo o país em decorrência da patologia

 
tamanho da letra
A-
A+

As arritmias podem evoluir para casos de morte súbita, sendo que poderiam ser evitadas com o diagnóstico precoce em até 70% dos casos. Estima-se que 250 mil pessoas morrem por ano no Brasil em decorrência da patologia. Preocupados com esses números, o Hospital São José e a Beneficência Portuguesa de São Paulo aproveitam o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, celebrado nesse domingo (12), para alertar sobre o tratamento e evitar o aumento de ocorrências.

Nessa sexta-feira (11), o Hospital São José e a Beneficência Portuguesa de São Paulo, em parceria com a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac), promoveram uma ação de orientação sobre arritmias cardíacas e morte súbita para pacientes, familiares e colaboradores da Instituição. Durante todo o dia, cardiologistas do Complexo Hospitalar orientaram as pessoas sobre como prevenir e tratar as arritmias cardíacas. Uma tenda foi montada no complexo onde aconteceram palestras sobre a doença e como prevenir a morte súbita.

Após os 40 anos de idade, é recomendada a realização de um check-up cardiológico, com exames que podem identificar possíveis problemas cardíacos. Além da avaliação clínica, Silas Galvão e Tarcisio Vasconcelos, médicos cardiologistas da Beneficência Portuguesa de São Paulo, orientam que os pacientes devem realizar eletrocardiogramas e testes ergométricos. " Maus hábitos alimentares, tabagismo, sedentarismo, estresse e consumo excessivo de bebida alcoólica são fatores de risco para problemas coronarianos como as arritmias" , afirmou Galvão.

A presença de desfibriladores externos automáticos (DEA), em locais de grande circulação de pessoas, também é fator decisivo para a reversão das vítimas de morte súbita. De acordo com os especialistas, ambientes como shoppings centers, supermercados, clubes, estações de trem e universidades, por exemplo, devem estar equipados com desfibriladores. " A presença do aparelho em aglomerados de pessoas pode recuperar as vítimas em atendimentos rápidos" , alerta Vasconcelos.

Fonte: Isaude.net
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia: Até 70% dos casos de morte súbita do coração podem ser evitados
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria: Até 70% dos casos de morte súbita do coração podem ser evitados


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Morte súbita    arritmia cardíaca    Dia Nacional    Hospital São José    Beneficência Portuguesa    São Paulo   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.