Ciência e Tecnologia
publicado em 09/11/2011 às 07h26:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

Pesquisadores do Albert Einstein College of Medicine, nos Estados Unidos, demonstraram, pela primeira vez, que o cérebro tem um papel-chave na regulação do metabolismo da glicose nos seres humanos.

Os resultados sugerem que drogas que atacam o cérebro e o sistema nervoso central podem ser opção também para o tratamento do diabetes.

Estudos anteriores em roedores mostraram que a ativação de canais de potássio no hipotálamo do cérebro envia sinais para o fígado que aumenta a produção de glicose. Os resultados, publicados em 2005, desafiaram o pensamento convencional de que a produção de açúcar no sangue pelo fígado é regulada apenas pelo pâncreas (que produz insulina para metabolizar a glicose). No entanto, os pesquisadores não sabiam se as evidências poderiam ser traduzidas para os seres humanos.

O estudo atual, envolvendo pessoas, foi realizado para resolver a controvérsia. Dez indivíduos não diabéticos receberam diazóxido oral, droga que ativa os canais de potássio no hipotálamo. Secreção do hormônio pelo pâncreas foi controlada para garantir que qualquer alteração na produção de açúcar só teria ocorrido por meio do efeito da droga sobre o cérebro. Depois que os pesquisadores administraram a droga, exames de sangue revelaram que os fígados dos pacientes estavam produzindo significativamente menos glicose do que antes.

A líder do estudo, Meredith Hawkins e colegas, em seguida, repetiram os testes em ratos, mais uma vez fornecendo diazóxido oral e obtendo resultados semelhantes. Eles confirmaram que uma quantidade suficiente de diazóxido cruzou a barreira sangue-cérebro para afetar os canais de potássio no hipotálamo. Experimentos adicionais confirmaram que diazóxido estava trabalhando através do cérebro. Especificamente, os pesquisadores foram capazes de bloquear completamente os efeitos do diazóxido, infundindo um bloqueador específico dos canais de potássio diretamente no cérebro.

Segundo a equipe, o estudo confirma que o cérebro desempenha um papel importante na regulação da produção de glicose pelo fígado. "Estamos agora investigando se esta via cérebro-fígado é prejudicada em pessoas com diabetes. Se assim for, poderemos ser capazes de restaurar os níveis normais de glicose visando os canais de potássio no cérebro", afirma o pesquisador Preeti Kishore.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Glicose    Diabetes    Cérebro    Albert Einstein College of Medicine    Meredith Hawkins   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
Glicose    diabetes    cérebro    Albert Einstein College of Medicine    Meredith Hawkins   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.