Profissão Saúde
publicado em 05/11/2011 às 07h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+
Foto: Selimaksan/Istockphoto
Especialistas observam que uso de luvas não deve ser considerado um substituto para práticas eficazes de higiene das mãos antes e depois do contato com o paciente
  « Anterior
Próxima »  
Especialistas observam que uso de luvas não deve ser considerado um substituto para práticas eficazes de higiene das mãos antes e depois do contato com o paciente

P rofissionais de saúde que usam luvas durante tratamento de pacientes são menos propensos a lavar as mãos antes e após o contato com o paciente. De acordo com estudo conduzido por pesquisadores do Royal Free Hospital NHS Trust , no Reino Unido, mau hábito contribui para a disseminação de infecções nos serviços de saúde.

O uso de luvas é adequado para situações quando se espera o contato com fluidos corporais ou quando os pacientes serão tratados com precauções de contato. Entretanto, o uso de luvas não deve ser considerado um substituto para práticas eficazes de higiene das mãos antes e depois do contato com o paciente. Embora as luvas possam reduzir o número de germes transmitidos para as mãos, os germes às vezes podem passar pelo látex. As mãos também podem ser contaminadas pela "pulverização" quando as luvas são removidas após o contato com fluidos corporais.

Os pesquisadores, liderados por Sheldon Stone, do Royal Free Hospital NHS Trust, observaram mais de 7.000 contatos com pacientes em 56 casos de terapia intensiva e de cuidados intensivos nas alas de idosos em 15 hospitais do Reino Unido. O estudo constatou que o cumprimento da higiene das mãos foi "decepcionantemente baixo", chegando a apenas 47,7%. O número foi ainda menor nos casos em que as luvas foram usadas, baixando para pouco mais de 41%.

"As chances de se limpar as mãos antes ou depois do contato com o paciente parecem ser substancialmente mais baixas quando se utilizam luvas", diz Stone.

Embora preocupantes, os resultados também revelam uma oportunidade de reduzir as infecções associadas aos cuidados de saúde ao focar-se em mais esforços na melhoria da higiene da mão quando se utilizam luvas.

Stone e seus colegas sugerem mais estudos sobre as razões por trás do comportamento porque os profissionais de saúde são menos propensos a lavar as mãos quando utilizam luvas. Independentemente disso, os pesquisadores recomendam que campanhas como o programa da Organização Mundial da Saúde chamado Clean Care is Safer Care foquem mais a higiene associada com as práticas com luvas.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Luvas    Higiene das mãos    Germes    Infecções    Cuidados de saúde   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
luvas    higiene das mãos    germes    infecções    cuidados de saúde   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.