Geral
publicado em 31/10/2011 às 12h00:00
   Dê o seu voto:

 
tamanho da letra
A-
A+

A toxina butolínica tem sido usada com eficiência para tratar a espasticidade, rigidez muscular que provoca dificuldade no movimento, principalmente nos braços e pernas, e afeta a mobilidade da maioria das vítimas de acidente vascular cerebral. O AVC hemorrágico, forma mais fatal da doença, pode levar mais de 50% dos pacientes à morte em até 30 dias. Entre os sobreviventes, metade fica com sequelas motoras e cognitivas graves, tornando-os dependentes da ajuda de terceiros nas atividades diárias.

Aplicado diretamente nos músculos comprometidos, o medicamento provoca um relaxamento da musculatura tratada e bloqueia parcialmente a atividade motora involuntária. Para o paciente, os benefícios são muitos e especialmente relacionados à recuperação da qualidade de vida. O tratamento de reabilitação melhora as atividades funcionais, a movimentação voluntária e assim permite que o ele retome as atividades diárias da forma mais independente possível, com ou sem adaptações.

" Cerca de 10% dos pacientes que sobrevivem a um episódio de AVC, apresentam uma recuperação espontânea completa, outros 10% não respondem a qualquer forma de tratamento e evoluem com sequelas definitivas graves irreversíveis e 80% se beneficiam com a reabilitação" , comenta a fisiatra Maria Matilde de Mello Sposito, membro do Grupo de Bloqueios Químicos do Instituto de Medicina de Reabilitação da USP no Hospital Lucy Montoro.

A especialista ressalta ainda a importância do acompanhamento dos pacientes por uma equipe multiprofissional de reabilitação, composta por médico fisiatra, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, enfermeiro de reabilitação, psicólogo e assistente social; além da intervenção de outros especialistas como neurologista, urologista, ortopedista, etc. "É importante destacar que a aplicação da toxina botulínica é parte de um tratamento multidisciplinar que envolve profissionais das diferentes áreas da medicina e da saúde, além de uma série de terapias complementares" , afirma.

A medica ressalta ainda que intervenções medicamentosas como os relaxantes musculares orais, bloqueios neuromusculares com a toxina botulínica tipo A e o uso de órteses de posicionamento também promovem benefícios importantes.

Fonte: Isaude.net
   Palavras-chave:   Toxina butolínica    Botox    Espasticidade    Rigidez muscular    Braços    Pernas    Mobilidade    Acidente vascular cerebral    AVC hemorrágico    Sequelas   
  • Indique esta NotíciaIndique esta Notícia
  • Indique esta NotíciaCorrigir
  • CompartilharCompartilhar
  • AlertaAlerta
Link reduzido: 
  • Você está indicando a notícia:
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

  • Você está informando uma correção para a matéria:


Receba notícias do iSaúde no seu e-mail de acordo com os assuntos de seu interesse.
Seu nome:
Seu email:
Desejo receber um alerta com estes assuntos:
toxina butolínica    Botox    espasticidade    rigidez muscular    braços    pernas    mobilidade    acidente vascular cerebral    AVC hemorrágico    sequelas   
Comentários:
Comentar
Deixe seu comentário
Fechar
(Campos obrigatórios estão marcados com um *)

(O seu email nunca será publicado ou partilhado.)

Digite a letras e números abaixo e clique em "enviar"

  • Twitter iSaúde
publicidade
Jornal Informe Saúde

Indique o portal
Fechar [X]
  • Você está indicando a notícia: http://www.isaude.net
  • Para que seu amigo(a) receba esta indicação preencha os dados abaixo:

RSS notícias do portal  iSaúde.net
Receba o newsletter do portal  iSaúde.net
Indique o portal iSaúde.net
Notícias do  iSaúde.net em seu blog ou site.
Receba notícias com assunto de seu interesse.
© 2000-2011 www.isaude.net Todos os direitos reservados.